Agorafobia

Postado por: Caroline Garcia Silva

Compartilhe

É um transtorno de ansiedade muito comum nos quadros de Síndrome do Pânico e refere-se ao medo de andar nas ruas, dificuldade de sair sozinho de casa, dificuldade de ir a certos lugares como mercados ou cinema, pois sente forte apreensão difícil de compreender e muitas vezes surge a necessidade de ter alguém ao lado para lhe dar segurança. As pessoas com fobias entendem e sabem que seu medo é excessivo ou inadequado, mas farão o que for necessário para evitar o objeto ou situação.

Os medos da Agorafobia mais comuns são: estar longe de casa ou de pessoas que deem segurança; andar de carro, ônibus, trem, metrô ou avião; locais fechados e lotados; situações nas quais a saída seja difícil acesso, como congestionamentos, estádios, ocupar o banco de trás de um carro; fila de banco; túneis; passarelas; pontes; elevadores; viajar; ruas cheias; feiras, etc.

A sensação de quando a pessoa está em crise é de que está enlouquecendo. Tudo isso devido a Agorafobia sofrida em uma situação anterior e associada ao pânico. O que determina qual será o local, ou os locais que serão evitados são os acontecimentos já vividos ou de ideias pré-concebidas no que se refere a estes locais.

Quando a pessoa começa a perceber que sua vida está tendo prejuízos, quando há sofrimento psíquico ou quando ela deixa de praticar suas rotinas diárias. É aconselhável procurar psicoterapia para tratamento da Agorafobia, os medicamentos por sua vez oferecem proteção apenas enquanto estão sendo tomados.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”