Fóruns discutirão culturas do milho e trigo

Compartilhe
Um dos setores produtivos que mais se destaca no Brasil e que tem expressiva participação na economia do país é o do agronegócio. E é pensando em levar informação, alternativas, tecnologia e oportunidades de negócios para essa área, que a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio (Acisa) de Passo Fundo e o Sindicato Rural de Passo Fundo, através de uma parceria com o Canal Rural, realizam, no dia 18 de abril, uma programação voltada para debater questões sobre as culturas do milho e do trigo. As atividades serão no centro de eventos da Universidade de Passo Fundo (UPF), a partir das 8h30min.

Pela manhã acontece o Fórum Mais Milho, com a temática “Como produzir mais milho e ter garantias na hora de comercializar?”. Estarão entre os debatedores o Ministro da Agricultura, Neri Geller, Alysson Paolinelli, da Abramilho, Ariel Mendes, da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), e o deputado federal, Alceu Moreira. Ainda, haverá palestra com o analista Rafael Ribeiro, sobre tendência de preço para o mercado de milho.

Durante a tarde, o debate será sobre estratégias para a cultura do trigo e terá como convidados o diretor geral e secretário substituto da Secretaria Estadual de Agricultura, André Petry, o presidente da comissão do trigo da Farsul, Hamilton Jardim, Edeon Vaz, representante da Aprosoja, Jean Cirino, da Apassul, o engenheiro agrônomo Dirceu Gassen e o produtor rural Rodolfo Arns.


O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas pelo link http://bit.ly/2oR1KAB. Toda a programação será transmitida ao vivo pelo Canal Rural para todo o Brasil.

 

Finagro

Os debates do dia 18 serão também o lançamento da Finagro, Feira Internacional do Agronegócio, que será realizada em 2018 pela Acisa e Sindicato Rural. “Este é primeiro passo para retomar os eventos de agronegócio em Passo Fundo, uma cidade que se destaca muito nesse setor”, afirma o presidente da Acisa, Lamar Lakis, ao destacar que no município “nós temos um enorme horizonte de crescimento, de busca de produtividade, sustentabilidade. Tudo isso é importante para que a gente some o resultado da agricultura, da pecuária, dando reflexo no comércio, na indústria e nos serviços”.


Leia Também Prefeitura de Água Santa auxilia na tosquia de ovelhas RS entre os estados com maior uso de sementes piratas RS formaliza pedido de auditoria para certificado de zona livre de aftosa sem vacinação Apassul contesta o comércio de sementes piratas