Celebrar a Páscoa!

Postado por: Ari Antônio dos Reis

Compartilhe

A Páscoa é a memória da Ressurreição de Jesus, a vitória da vida sobre a morte. Está ligada ao caminho percorrido pelo Filho de Deus no anuncio do Reino. 

Começou a missão na região da Galileia: pobre, sofrida, vítima de inúmeros preconceitos sociais e religiosos. Convidou ao discipulado homens simples, tirados do seu trabalho e com eles foi anunciando o Reino de Deus. Encontrou-se com gente sofrida, doente, com a dignidade ameaçada, já sem esperança. Para estes tinha um ensinamento dado com a autoridade sustentada pelo Pai. Gerava admiração nas pessoas (Mc 1,27) e compromisso com sua missão. Seus milagres tinham como objetivo e devolver a saúde, saciar a fome, recuperar a esperança das pessoas, para que uma vez libertas se comprometessem com a causa do Reino. Tudo envolvia um projeto, o Reino de Deus (Mc 1,15). Ele fazia bem todas as coisas (Mc 7,37).

Este homem, em nome da salvação da humanidade, enfrentou a cruz. A crucificação foi a articulação possível daqueles que se sentiram incomodados com a propostas de Jesus (At 2,23). Foi a forma covarde que encontraram para pôr um fim ao seu projeto que era o projeto de Deus (Mt 27,54).

Nestes dias de Tríduo Pascal vamos fazer a memória destes momentos da vida de Jesus. Na quinta-feira a comunidade celebra a instituição da Eucaristia. No último encontro com seus discípulos Jesus deixou o memorial da eucaristia. No pão e vinho, partilhado com os doze, estavam seu corpo e sangue doados pela salvação da humanidade. Nesta mesma noite lavou os pés dos discípulos, atitude própria dos servos, orientando-os para que fossem servidores da humanidade. Depois foi preso, julgado e condenado.

Na sexta-feira os cristãos rezam a memória da paixão. A narrativa da paixão traz o convite para que cada pessoa entre em comunhão com aquele que corajosamente amou a humanidade até o fim. Mas rezamos na certeza da ressurreição como afirma o canto: Vitória, tu reinarás, oh cruz tu nos salvarás!

Sábado é o dia da ressureição. Celebramos a vitória da vida sobre a morte. É a celebração da luz. A comunidade proclama sua fé no Cristo vitorioso e diz “Cristo ressuscitou aleluia”.  Vamos celebrar estes momentos como o nosso itinerário de fé, na perspectiva comunitária e no compromisso com a conversão. 

Leia Também A Justiça injusta 12º Domingo do Tempo Comum O legal, o justo e o moral Semana do Migrante