O Gaúcho precisa fugir da dupla Grenal

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

Na semana passada falei aqui sobre a presença da dupla Grenal na Segunda Divisão, jogando contra Gaúcho, Nova Prata, Rio Grande, Sapucaiense e outros times. Falei que não concordo com essa decisão da Federação e apresentei meus argumentos para tal. Bem, passadas mais duas rodadas desde a última segunda-feira, aquilo que coloquei aqui ficou ainda mais forte. Vejamos: o Inter jogou cinco partidas, foram cinco vitórias, marcou 19 gols e sofreu dois. O Grêmio jogou três, venceu três, marcou 11 e sofreu um. O que isso quer dizer? Que a superioridade é imensa, que é injusto para os clubes do interior ter de enfrentar a dupla nessa competição.

Na quarta-feira, 12, após o Elite de Santo Ângelo vencer o Três Passos por um a zero, um dos jogadores disse em entrevista que os atletas tomaram café da manhã com pão seco, e após isso o próprio presidente do clube usou os microfones da imprensa local para validar o relato do atleta e pedir ajuda para o empresariado manter a equipe. Cá entre nós, tem como colocar uma gurizada que comeu pão seco pela manhã disputar um jogo contra a dupla Grenal que desde fraldinha tem nutricionista a disposição?

O regulamento prevê que a dupla pode chegar até a final da competição, só não sobe para o acesso. Assim as vagas ficam para os outros semifinalistas. Não sobem, ok. Mas a dupla pode eliminar um time do interior nas quartas de final e aí colocar por água a baixo todo o planejamento do clube. Por exemplo: Se nas quartas de final o Gaúcho tenha que enfrentar o Internacional, em dois jogos, lá e aqui, quais serão as chances do periquito seguir adiante? E aí todos os jogadores que o Gaúcho contratou, que se dedicaram, estão procurando o seu espaço no futebol, podem não atingir seu objetivo porque a vergonhosa Federação Gaúcha de Futebol colocou a dupla para disputar a segunda divisão.

No ano passado o Gaúcho fez uma final linda contra o Guarany de Bagé. Duas torcidas apaixonadas por dois times com história no futebol do RS. Arena lotada, torcedores visitantes, só faltou o título para a festa ficar completa. Mas em 2017 isso não irá se repetir, nem aqui na Arena e em nenhum estádio do Interior do RS, porque ao que tudo indica deveremos ter dois Grenais para decidir a segunda divisão, um jogo na Morada dos Quero-Queros e outro no CT Hélio Dourado. Será uma final para empresários de jogadores assistirem.

Mas vamos lá, o Gaúcho precisa fazer sua parte dentro de campo, ir passando de fase de modo que fique longe da dupla Grenal nas quarta de final, senão o sonho do acesso fica pelo caminho.

GRÊMIO

O Renato, a quem devemos toda a nossa admiração, disse que no segundo tempo do jogo contra o Iquique o Grêmio jogou com sono. Bem, parece que ele não fez o time acordar nem no domingo. Impossível o time entrar para uma semifinal de campeonato como entraram ontem. Se arrastando em campo, errando passes, perdidos em campo. Isso é problema para o técnico resolver.

Todo mundo fala que o Renato não é um grande técnico e sim um grande motivador.

Sendo assim ele não está conseguindo sequer motivar esse elenco do Grêmio. O gol saiu de chiripa, depois ele colocou o Barrios, centro avante, finalizador, cabeceador!

Daí ele precisava sair da área para buscar a bola. Bem assim pode ficar jogando dois dias que não vai conseguir marcar. O Barrios precisa de parceria, precisa que alguém o largue pifado, que aí ele guarda. O contrário não irá acontecer.

Ou o Renato apresenta um time mais “motivado” na quinta-feira no Paraguay, ou não tem mais sentido permanecer no comando técnico do Grêmio. Não é um grande treinador e já não está mais conseguindo motivar, não tem mais o que fazer.

Chama o Cuca, que está parado e oferece uma grana boa que ele vem!

Boa segunda!

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”