Para que serve o alongamento

Postado por: Angela Pellicioli

Compartilhe

Há algumas décadas atrás o alongamento era realizado antes da atividade física e muitas vezes com o corpo frio. Com o passar dos anos e de muitos estudos, perceberam que é mais importante alongar pós treino. Claro, temos que cuidar com a especificidade do esporte praticado. Por exemplo, a ginástica artística o alongamento/flexibilidade são de suma importância para iniciar o treino.

No caso da musculação, corrida, ciclismo, natação, futebol, voleibol, entre outros. Os alongamentos são realizados pós exercício, normalmente com uma tensão baixa e cada posição tem curta duração.

Da mesma forma você pode trabalhar com flexionamento ou flexibilidade (assunto da próxima semana). Tem objetivos diferentes, serve para evitar lesão ou aumentar a amplitude articular.

Você deve estar se perguntando, porque não se alongar antes do exercício? O importante antes de iniciar o treino é o aquecimento. Antes da atividade principal, indiferente da atividade física realizada, movimentar todo o corpo e principalmente os grupos musculares que serão utilizados na modalidade é importante para aquecer. Por exemplo, no futebol realizar algumas corridas curtas, movimentar os membros inferiores, chutar a gol com pouca força serve de aquecimento e evita aquela clássica contratura na coxa. Mesma coisa com a corrida inicia-se com uma caminhada rápida ou correndo em um ritmo bem lento, até sentir o corpo quente e as articulações soltas. Detalhe, quanto mais frio, mais tempo demora para o corpo aquecer.

Voltando para o alongamento, dificilmente após um bom aquecimento se lesiona durante o exercício porque o índice de lesão diminui drasticamente e não precisa fazer o clássico alongamento. Deixando-o para o final do treino.

Sabe aquela dor muscular, perna pesada, na manhã seguinte da atividade física? Pois é, muitas vezes ela dói ou dói mais do que deveria por falta do alongamento. O alongamento serve para diminuir o inchaço muscular, mesmo o pouco que apresenta ele faz com que os tendões (pontas dos músculos que se inserem no corpo) fiquem menos tensionados (esticados) evitando futuramente sequência de pequenas lesões que possa gerar até um rompimento no tendão por descuido do alongamento.

Esse é um dos exemplos que a falta de alongamento faz com quem não quer perder “tempo” se alongando. O alongamento facilitará os primeiros passos ou movimentos quando se levanta da cama com menos dor.

Leia Também Demitido por vender vacina da gripe A Como saber se estou correndo rápido? Acordo prevê ações de sustentabilidade na administração pública Ernestina – sempre foi Dona Ernestina