Diferença de alongamento, flexionamento e flexibilidade

Postado por: Angela Pellicioli

Compartilhe

Você sabe a diferença entre alongamento, flexionamento e flexibilidade? Na semana passada comentamos sobre a importância do alongamento, aquele artigo também serve para flexionamento e flexibilidade, entre os três o que altera é o grau de tensão sobre a articulação trabalhada.

De uma forma prática, o alongamento é entre os três o mais prazerosos, não sente dor, cada posição se mantém aproximadamente 10 segundos.

A flexibilidade é dolorida, a articulação, mais conhecida como junta, têm ligamentos, tendões, músculos, ossos, popularmente chamado de nervos. Então, para trabalhar flexibilidade, o indivíduo aumenta a amplitude articular, ou seja, conseguir afastar as pernas com mais facilidade forçando dentro das “juntas” os “nervos”. E quanto mais tempo segurar na posição dolorida, mais amplitude haverá do indivíduo.

O flexionamento é o intermediário de ambos, você sente um pouco de dor, mas consegue suportar, a longo prazo consegue aumentar a amplitude articular, consegue após o alongamento de 30 segundos a 1 minuto, sentir um alívio no membro trabalhado, diminui o inchaço causado pelo sangue local por ter trabalhado muito a determinada musculatura e também fica menos esticado os tendões e ligamentos (tema do artigo da semana passada).

Não existe a melhor ou pior forma de se “espichar”, varia conforme cada indivíduo, atividade física e momento da periodização do treino.

Depois do treino ou depois de aquecer, você pode testar as três formas, mas toma cuidado com a flexibilidade, você pode acabar lesionando.

Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!