Quão próximo você está do futuro que almeja?

Postado por: Jéssica Limberger

Compartilhe

Muitas pessoas gostariam de saber o que vai acontecer no seu futuro. Esse é um dos fatos que o filme “A chegada” aborda. Uma das protagonistas tem a possibilidade de ver o seu futuro e percebe que ele lhe reserva algo não muito agradável, mas mesmo assim decide viver com sua filha momentos muito especiais enquanto o futuro não chega. Confesso que me emocionei ao ver o filme, pois me lembrou de uma verdade tão simples e ao mesmo tempo tão complexa: no final desta vida, vamos morrer.

Na verdade, todos nós sabemos uma parte do final da nossa história: vamos morrer. A questão é como cada um de nós lida com essa informação: já que sabemos que nossa vida acabará, será que decidimos viver melhor? Optamos por perceber que cada dia é único? Que cada momento que temos com uma pessoa é algo especial?

Não precisamos saber o que vai acontecer no nosso futuro para entender se o que estamos vivendo está valendo a pena. É o próprio momento presente que vai responder a essa questão. As escolhas que fizemos e a maneira como vivemos o aqui e agora nos dão um indicativo de como a nossa vida está se desenvolvendo, de quais são as nossas prioridades e em quais atividades estamos depositando a nossa atenção.

Se estivermos satisfeitos com a maneira como estamos vivendo e com as escolhas e planos que temos, é um bom sinal, pois indica que estamos na direção do futuro que almejamos. Por sua vez, se estamos insatisfeitos com o nosso momento presente, temos a oportunidade de redefinir a nossa rota, a fim de estarmos em sintonia com o que almejamos para a nossa vida. Algo que os psicólogos e pesquisadores já nos mostraram há muito tempo é justamente a capacidade do ser humano de mudar, aprender coisas novas, superar o seu sofrimento e superar a si mesmo.

Talvez algumas dessas mudanças sejam mais fáceis de serem realizadas. Talvez outras mudanças sejam mais complexas e podem requerer o auxílio de um profissional da área da Psicologia. Assim, novamente, cabe a cada pessoa fazer a sua escolha sobre a necessidade de buscar tal auxílio. Compreendermos o quão próximos ou distantes estamos da vida que buscamos ter é essencial para que tenhamos uma vida cada vez mais significativa.

Que cada dia tenha a sua merecida atenção. Que o momento presente seja vivido com qualidade e que a consciência da nossa finitude nos faça sermos pessoas melhores.

Leia Também William II Elo passado-presente-futuro Sujeito descansado Maneiras de usar o floral nesse verão 2018