A vez do Nóia

Postado por: Cristian Queiroz

Compartilhe

O Novo Hamburgo mostrou neste Gauchão que o interior pode superar a dupla Grenal. Mostrou que o futebol do interior está vivo. Parabéns ao Nóia pela grande conquista. Foi, de fato, o melhor time da competição do início ao fim, jogou seis vezes com a dupla Grenal e não perdeu nenhuma, eliminou o Grêmio na semi e passou pelo Inter na final. O título gaúcho de 2017 ficou nas mãos de quem mereceu.

No ano passado, quando o goleiro Matheus, campeão com o Nóia, estava aqui no Passo Fundo tive a oportunidade de conversar longamente com ele numa tarde que não tinha treino e o encontrei no Vermelhão. Ele me contou um pouco da sua história, a sua base no Grêmio, a chegada ao profissional na Libertadores de 2007, falou sobre os técnicos com quem trabalhou e obviamente falamos sobre o EC Passo Fundo.

Na época o time estava brigando para não cair, e Matheus disse, “esse time não pode cair, esses caras aqui são sérios, pagam a gente direitinho, nos dão tudo o que precisamos, não podemos deixar um clube sério como esse cair!” Nisso se juntou a nós o então presidente Selvino Ferrão. Matheus reafirmou o que havia dito e seguimos contando histórias do futebol e lembrando de atletas que passaram pelo clube.

O que isso quer dizer?

Que Matheus é um grande profissional, merecedor de tudo que conquistou no Novo Hamburgo. Enquanto vemos vários jogadores passarem por seus clubes apenas com o intuito de receber o salário, ele demonstrou que estava preocupado com o clube que estava defendendo, mesmo sabendo que poucos dias depois ele não seria mais aquela camiseta que ele defenderia. Matheus deu exemplo, Matheus pegou pênalti na semifinal com o Grêmio e na final com o Inter! Matheus está pedindo passagem, tomara que em breve ele volte a vestir a camisa de um grande clube do futebol nacional.

Para nós gremistas restou assistir a final e torcer pelo Novo Hamburgo. O Grêmio ficou fora da final pelo segundo ano consecutivo e não vence a competição desde 2010. Silas era o técnico na época. Alguma coisa está errada.

Na última semana o tricolor perdeu para o Iquiqui no Chile. Saiu vencendo, o juiz inventou um pênalti para o adversário e depois disso o time desandou.

O time estava desfalcado sim, mas aí entra o papel do técnico, ele precisa conseguir organizar a equipe mesmo com desfalques e isso o Renato não consegue fazer. Renato não consegue mudar a cara do time durante uma partida, do jeito que o Grêmio começa jogando o Grêmio termina, ou melhor, tem terminado pior do que começou. Mas não vemos, por exemplo, uma capacidade de reação dentro de uma partida, não enxergamos uma substituição modificar a forma de o time jogar. Quando está perdendo geralmente o Renato acumula atacantes sem nenhum tipo de organização ou esquema tático.

O Cuca, que estava desempregado, voltou assumir o Palmeiras, agora só resta o Marcelo Oliveira que fez bons trabalhos em pontos corridos mas não teve muito sucesso em matas, mas entre manter o Renato do jeito que está e fazer a aposta no Marcelo Oliveira eu fico com o Marcelo.

O Renato é um grande motivador e mesmo assim não consegue acordar o Luan, alguma coisa está acontecendo com esse rapaz, ele tem muito futebol para jogar, tem uma carreira brilhante pela frente, mas parece que não está afim, não sei se ele se decepcionou por não ter ido para a Europa, se ele está curtindo muito a noite ou o que está acontecendo com ele. Mas o Grêmio precisa ajuda-lo antes que ele coloque a sua carreira fora.

GAÚCHO

Sábado mais um empate, agora diante do PRS que é sim um bom time. O Gaúcho não está bem, para essa primeira fase ok, mas para a sequência precisa reforçar o elenco ou irá ficar mais um ano na terceira divisão gaúcha.

EC PASSO FUNDO

Na última sexta-feira, 05, a Rádio Planalto revelou a situação vivida pelo atleta Danilo, que segue em Passo Fundo se recuperando de uma lesão. O que o volante revelou é grave e deixa o clube em uma situação constrangedora. O presidente Zambonatto preferiu não se manifestar sobre o assunto. É um direito dele, mas seria importante que a comunidade Passo-fundense ouvisse uma palavra oficial do clube, um esclarecimento sobre como está o clube neste momento, é voz corrente na cidade que o Passo Fundo está com muitas dívidas, isso é verdade? De quando é a dívida? Se é verdade, o que a direção pensa em fazer para tirar o clube do buraco? Volto a dizer, é um direto não querer dar entrevista, mas o torcedor que sofreu com o time em campo merece um esclarecimento.

Antes que eu esqueça, no próximo final de semana começa o Brasileirão, série A para o Grêmio e B para o Inter.

Boa segunda!

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”