As características de um grande líder

Postado por: Clovis Oliboni Alves

Compartilhe

Ao longo da história da humanidade, conhecemos grandes líderes políticos e religiosos, que se imortalizaram por seus atos e feitos. Uma das principais características destes líderes estava na capacidade de persuasão, no dom da oratória, na postura firme e convicta ao expressar seus ideais, além do desprendimento pessoal nas suas bandeiras de luta. O bom exemplo de um líder é um fator determinante para que ele seja adorado e idolatrado pelas massas. Nos casos onde os líderes se transformaram em Mártir, estes chegaram a dar a própria vida em nome de seus ideais.

O maior líder da história da humanidade, indiscutivelmente foi Jesus Cristo, que deu sua vida para preservar a vida de seus seguidores e de sua religião cristã, imortalizando o cristianismo até os dias atuais. O maior líder indiano da história, foi Mahatma Gandhi, que libertou o seu povo da exploração inglesa, com uma estratégia de luta pela paz, sem violência e com atitudes humanitárias, peregrinando a pé pelo país com grandiosas caravanas humanas, ensinando o povo a produzir, a terem subsistência e independência econômica. Gandhi foi preso por várias vezes durante os 20 anos de luta, e mesmo aprisionado, continuava pedindo calma e paz a seus seguidores. Além de libertar seu povo da colonização inglesa, deixou uma mensagem de paz para o mundo. Outro exemplo de líder pacifista foi Nelson Mandela, um africano que lutou pelos direitos humanitários de seu continente, lutou contra o regime segregacionista do apartheid e mesmo sendo preso por 27 anos, chegou a ser presidente da África do Sul. A ativista e religiosa Madre Tereza de Calcutá, deixou sua marca pela caridade. Fundou a “Òrdem Missionária da Caridade”, que atuava em ações humanitárias em mais de 100 países. O pastor e ativista Martin Luther King, imortalizou-se com o discurso: “Eu Tenho Um Sonho”! Ele lutou em defesa das mulheres e dos negros, era um ótimo orador e acreditava que a palavra era o suficiente para conquistar direitos. Nos Estados Unidos, Abraham Lincoln é considerado o maior presidente americano da história, responsável pela abolição da escravidão naquele país, por modernizar a economia e por governar durante a Guerra Civil. No Brasil, um dos presidentes de marcaram a história foi Getúlio Vargas, conhecido popularmente como o “pai dos pobres”, liderou o país por 15 anos, criou as leis trabalhistas (CLT) e lutou pelos direitos dos mais pobres, era carismático e próximo do povo.

A história também nos traz lideranças que marcaram seus nomes por bravuras de lutas, competência administrativa e alguns até pela mão de ferro dos regimes ditadores, tais como: Julio César (100-44 a.c.), transformou Roma no maior império da antiguidade. Napoleão Bonaparte, um dos maiores estrategistas de guerra da história. Vladimir Lênin (1887-1924), era um revolucionário comunista da Rússia, seguidor da teoria Marxista, se tornou uma referência mundial aos regimes comunistas. Criou a União Soviética, extinta em 1991. No oriente, o ditador Mao Tsé-Tung (1893-1976), governou com mão de ferro o regime comunista na China, exterminando aproximadamente 50 milhões de pessoas. O holandês Guilherme de Orange, lutou pela liberdade da Holanda e Bélgica, contra o domínio Espanhol. A Revolução Francesa, inspiradora de tantas outras revoluções pelo mundo a fora, teve como um dos principais idealizadores intelectuais, Maximiliem de Robespierre (1758-1794). A revolução foi breve na França, porém, os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, se espalharam por todo o mundo. Aqui na América, a Revolução cubana, foi capitaneada por Fidel Castro (1959), mantendo Cuba até os dias atuais sob o regime comunista. Um dos companheiros de Fidel, Tche Guevara, tentou implantar o regime em outros países da America, porém não obteve sucesso. Simon Bolivar (1783-1830), ajudou a libertar seis países do domínio da Espanha: Bolívia, Colômbia, Equador, Panamá, Venezuela e Perú. 

As grandes lideranças de um modo geral, nascem de maneira natural, espontânea, aclamados pelo povo, admirados por seus feitos, por seus atos de bravura, por suas características desprendidas de interesses personalíssimos, por suas boas índoles e assim por diante. Todo povo busca uma liderança que lhe represente, que lhe dê orgulho, que lute por seus ideais, por seus direitos e interesses. Buscamos uma liderança que seja íntegra, com moral ilibada, ética e honestidade acima da média das personalidades políticas de hoje. O Brasil vive hoje, uma carência de lideranças políticas, que voltem a trazer esperança ao povo brasileiro, que sonha com dias melhores.

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.” 
MARTIN LUTHER KING

 

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito