Propriedades do pinhão

Postado por: Jureci Machado

Compartilhe

No Rio Grande do Sul, o inverno é época típica de comer um pinhão na chapa no calor de um fogão a lenha e chimarrão.

Muitos têm dúvida, se o pinhão engorda, se é nutritivo e quanto é permitido comer?

Poucos sabem, mas esta semente é fonte de fibras, proteínas, carboidratos e de minerais importantes como o potássio, o cálcio, o ferro e o zinco. As fibras contidas são aliadas do funcionamento saudável do intestino. Essa característica nutricional contribui para o controle do colesterol, e melhorando a circulação. O potássio, nutriente importante do alimento, é conhecido como um vasodilatador, uma vez que ele contribui para o aumento do diâmetro das artérias, o sangue passa a circular com mais facilidade no organismo, reduzindo, dessa forma, a pressão arterial. Consequentemente, ambos os nutrientes ajudam a evitar doenças cardiovasculares. A quantidade de carboidratos contidos garante maior saciedade e estimula o equilíbrio intestinal, recuperando a flora bacteriana e melhorando o sistema imunológico.

Como todo alimento, é necessário consumir de forma equilibrada, a recomendação é ingerir 100 g por dia (10 unidades), o equivalente a 174 kcal. O pinhão pode fazer parte da alimentação de qualquer pessoa, sem restrição de idade, desde que seja seguida a recomendação diária de consumo. Além disso, pode ser consumido cozido, na forma de farinha, assado, ou como massa em algumas preparações.

No Rio Grande do Sul, o inverno é época típica de comer um pinhão na chapa no calor de um fogão a lenha e chimarrão.

Muitos têm dúvida, se o pinhão engorda, se é nutritivo e quanto é permitido comer?

Poucos sabem, mas esta semente é fonte de fibras, proteínas, carboidratos e de minerais importantes como o potássio, o cálcio, o ferro e o zinco. As fibras contidas são aliadas do funcionamento saudável do intestino. Essa característica nutricional contribui para o controle do colesterol, e melhorando a circulação. O potássio, nutriente importante do alimento, é conhecido como um vasodilatador, uma vez que ele contribui para o aumento do diâmetro das artérias, o sangue passa a circular com mais facilidade no organismo, reduzindo, dessa forma, a pressão arterial. Consequentemente, ambos os nutrientes ajudam a evitar doenças cardiovasculares. A quantidade de carboidratos contidos garante maior saciedade e estimula o equilíbrio intestinal, recuperando a flora bacteriana e melhorando o sistema imunológico.

Como todo alimento, é necessário consumir de forma equilibrada, a recomendação é ingerir 100 g por dia (10 unidades), o equivalente a 174 kcal. O pinhão pode fazer parte da alimentação de qualquer pessoa, sem restrição de idade, desde que seja seguida a recomendação diária de consumo. Além disso, pode ser consumido cozido, na forma de farinha, assado, ou como massa em algumas preparações.

Leia Também “A verdade vos libertará” (João 8, 32) Absolver é dar um viva à imoralidade Corrupção – recursos recuperados serão utilizados para saúde e educação O seu terapeuta é psicólogo?