12º Domingo do Tempo Comum

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
O Evangelho deste domingo, segundo evangelista Mateus 10,26-33 nos traz a imagem de um Deus Presente, Bondoso, Protetor e sobretudo Misericordioso. Um Deus cordial, o Pai amoroso e providente que sabe valorizar a fidelidade e as atitudes de seus filhos.
O Senhor nos pede, neste evangelho, que não devemos ter medo porque Ele está atento a todos os acontecimentos que fazem parte de nossa vida e de nossa caminhada. Ele cuida de nós, constantemente. 
Não devemos esquecer que o Senhor Deus não quer o mal de ninguém, nem mesmo a morte. As tragédias, os males que possam nos atingir surgem porque temos o livre arbítrio e por isso provocamos situações e acontecimentos maléficos em nossa vida. Somos seres livres e donos de nossos atos. Conhecemos o caminho do bem e do mal, portanto, temos livre escolha por onde queremos andar. Culpar Deus pelo que possa acontecer é injusto porque Ele não quer, em nenhum momento, o nosso mal e o nosso sofrimento. Sabemos que o mal do mundo advém da desobediência, da discórdia, da disputa pelo poder e mais ainda, pela ganancia desenfreada do "ter". Deus pode o tanto que o amor pode e o amor esbarra na liberdade humana. 
Qual a nossa imagem de Deus? Vemos um Deus bondoso que sofre conosco ou de um Deus ausente? 
Temos confiança que o Senhor Deus está sempre ao nosso lado, mesmo nos piores momentos da nossa vida?
Um bom domingo na paz do Senhor Deus, que é Amor e Bondade.

Leia Também A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais” Passo Fundo Futsal/Fasurgs/Zamil: uma grande equipe nos representou em 2017 A Taça Maldita!