Mais impostos para bebidas e cigarros

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Tive a honra de entrevistar no sábado, o Dr. Paulo Reichert, chefe da equipe de transplante do Hospital São Vicente. O homem é de uma competência e franqueza impar. Lidar todos os dias com a vida e com a morte, requer um dom, que a maioria dos profissionais da medicina, não tem. O assunto do programa, Frente e Verso, foi o consumo precoce de bebidas alcoólicas e cigarros e suas consequências para o futuro dos jovens de hoje. Poderia escrever muitas páginas sobre o que disseram os convidados, mas, entre o que me chamou a atenção está a opinião do médico que o Governo brasileiro deveria aumentar e muito os impostos sobre estes produtos, mesmo que isto estimule o contrabando. Em contrapartida, o Governo deveria desonerar os impostos sobre medicamentos. Hoje no Brasil se facilita o acesso ao que prejudica a saúde e se complica para o que beneficia. Os nossos governantes priorizam arrecadar, ao bem estar e qualidade de vida da população, essa é uma grande verdade.

Contra o “litrão” de cerveja

O médico também se manifestou contrario a garrafa de litro de cerveja, o que estimula as pessoas a beberem numa quantidade maior, por isso o “litrão” que inventaram, foi um grande mau para a sociedade. Para o médico a cerveja deveria ser vendida apenas em long neck. Como o álcool é cumulativo, o Dr. Reichert, também alertou as pessoas que a ingestão é como uma conta, depois de muitos anos bebendo, chega a hora de fazer o cálculo de quanto se tomou e normalmente o saldo é negativo, especialmente para o fígado.


O exemplo que vem dos pais

Também no mesmo programa, participou o Cel. Paulo Paz, que hoje está na reserva da BM e desempenha atividades de psicólogo. No que tange ao comportamento da nossa juventude, Paz afirmou que infelizmente o exemplo vem dois pais, que bebem e fumam na frente das crianças, dando assim um péssimo exemplo. Paz advertiu que, dos grupinhos de jovens, que bebem e fumam, na Gare, nas praças e nas ruas da cidade, saem muitos dos que amanhã ou depois estarão assaltando, roubando e até matando, para sustentar o seu vício, que será cada vez mais forte. É uma situação preocupante, mas a mudança somente se dará com mudanças na educação e consequentemente na nossa cultura. Como escrevi recentemente, na atual realidade brasileira, sem fiscalização e precária capacidade de organização do Estado, as leis dependem, quase que exclusivamente, do efeito educativo.

 

Parabéns aos 99 anos do HSVP

O Hospital São Vicente completou 99 anos de fundação. Não dá para imaginar o que seria a saúde nesta parte do Brasil, sem esta instituição. Grande trabalho, realizado por muitas mãos, por muitas décadas. Só a questão da saúde justificaria qualquer homenagem a esta instituição, mas, além disto, tem a geração de trabalho e renda. Hoje, 3 mil pessoas trabalham na instituição e através desta oportunidade, promovem o sustento de suas famílias.


Dizem por aí... Que a Polícia Federal investiga enriquecimento ilícito na área da saúde em Passo Fundo e que em breve um esquema de corrupção neste setor será desmantelado. Será verdade?

Leia Também Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato O bom samaritano