ERS 324

Postado por: Josué Longo

Compartilhe

Olá amigos! Nesse último domingo (25/06), acompanhei a vistoria nas obras da ERS 324, no trecho entre os municípios de Passo Fundo, Marau, Vila Maria e Casca, que totalizam 68 km, vistoria essa, realizada pelo Secretário dos Transportes Pedro Westphalen, juntamente com o Deputado Sergio Turra, que representou a Assembléia Legislativa do RS.

Na ocasião, houve um ato público com lideranças locais, Prefeitos e Vice-Prefeitos, Vereadores, Presidentes de Sindicatos e Associações, além da imprensa regional. O Secretário garantiu a continuidade da obra, que iniciou há poucos dias em Casca, na bifurcação que dá acesso à ERS 129.

Na oportunidade todos enfatizaram a importância de que o ritmo da obra seja mantido e de que as máquinas não sejam deslocadas para outras localidades. Afinal, o pior trecho desses 68 km a ser restaurado está, justamente, entre Casca e Vila Maria.

Sinto-me a vontade para falar dessa rodovia, pois nasci e me criei às margens da ERS 324, na comunidade da Sede Independência/Taquari, entre os municípios de Passo Fundo e Marau. Estou com 37 anos e já acompanhei de perto trágicos acidentes, que destruíram muitas famílias. Também já sofri com a morte de amigos e vizinhos ao longo destes anos e vi o descaso de vários governos, de diferentes partidos, que muito prometeram, mas pouco fizeram por nossas comunidades.

Em 2010, no Governo Yeda, foram executadas oito terceiras pistas no trecho Marau/Passo Fundo, com o intuito de melhorar a capacidade de fluxo dos veículos. Em 2012, foi apresentado um projeto de duplicação do trecho entre Passo Fundo e Casca. Foram realizadas inúmeras e cansativas audiências públicas, porém, nada saiu do papel. No Governo Tarso foi assinado o contrato de financiamento para a obra de recuperação das estradas, que hoje, estão sendo executadas pelo Governo Sartori.

Lamentavelmente a ERS 324 é chamada de rodovia da morte e se hoje estamos, enfim, vendo a obra ser iniciada, é importante lembrar do excelente trabalho realizado pela imprensa regional e também, da capital, cito como exemplo a colunista da Zero Hora, Rosane de Oliveira, que cobrou dos governos uma solução para esse problema.

Por fim, não conseguimos a duplicação da rodovia que tanto sonhávamos, mas estamos mais esperançosos, acompanhando o início da recuperação dessa importante rodovia para o nosso Estado.

 VOCÊ SABIA?

Cenário mais provável da última pesquisa Datafolha para Presidência 2018:

Lula30% -Bolsonaro15% -Marina15% -Doria10% -Ciro Gomes6% - Luciana Genro2%.

 

Leia Também 11º Domingo do Tempo Comum. Programa Sustentabilidade Ambiental Empresarial será lançado pela ACISA Cuidado com o crime digital As pequenas ações