Gol BX - o sucessor do Fusca - parte II

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

Lançado com grande expectativa pela VW, as vendas do Gol, inicialmente, não corresponderam. A concorrência com o GM Chevette, Ford Corcel II e Fiat 147 deixavam o Gol com o motor 1.3 a ar, de míseros 42 cv, bem atrás no quesito desempenho.

Mesmo dentro da VW o Gol enfrentava uma certa concorrência, pois quando se ia em uma concessionária, estava lá o Gol e também o Fusca com o mesmo motor só que mais barato, o Brasília e o Variant II com motores 1.6 e ainda o Passat, com o seu motor refrigerado a água.

Percebendo o erro estratégico, a VW apressou-se em tentar corrigí-lo e logo em seguida apresentou as versões S e LS, com motor 1.6 ainda a ar mas com 2 carburadores, o que melhorou muito o desempenho do carrinho, que entregava mais torque e quase 57 cv. Apenas a versão básica mantinha o fraco 1.3.

Em 1982 foi apresentado o Gol que muitos, ainda hoje, classificam como o melhor Gol de todos os tempos - o Gol Copa - alusão à Copa do Mundo de Futebol realizada naquele ano. Diversos "mimos" diferenciavam a versão, como parachoques na cor do veículo, forração interna, faróis de neblina e rodas de liga leve.

Em seguida o sedan do Gol, o Voyage, foi lançado, mas com o motor refrigerado a água do irmão Passat. Depois veio a perua Parati, também com motor refrigerado a água. Por fim veio a picape Saveiro que, curiosamente, foi lançada com o motor boxer a ar. Mas logo em seguida também passou a ser oferecida somente com o motor MD270 do Voyage.

Em 1984 a versão do Gol equipada com o motor boxer passou a ser chamada de BX e em 1985 já estavam a disposição as versões equipadas com o motor MD270 refrigerado a água.

O BX foi montado até 1986, quando  o Gol passou a ser oferecido somente com motores refrigerados a água, cortando definitivamente os laços com seu antecessor, o Fusca. Mas, a esse tempo, já era um sucesso de vendas e não precisava mais da referência ao velho besouro para manter-se.

Semana que vem traremos algumas curiosidades sobre a primeira versão do Gol. Até lá. Grande abraço!

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito