VW Gol BX - Curiosidades

Postado por: Júlio César de Medeiro

Compartilhe

O VW Gol somente em 2009, depois de mais de 5 milhões de unidades fabricadas, conseguiu ultrapassar o Fusca em vendas no Brasil.

Com um início de carreira ruim, onde era rejeitado pelo baixo rendimento do motor 1300, mas celebrado pelo design e pelo espaço interno, o Gol somente se afirmou no mercado após a adoção do motor 1600 com dupla carburação, que melhorou muito o desempenho. Por outro lado, a dupla carburação ocupou o espaço do estepe no cofre do motor e o jogou para o porta-malas, diminuindo o espaço interno.

A morte prematura do VW Brasília ainda hoje é colocada na conta do Gol, pois logo que o motor 1600 foi adotado para o novo hatch, o Brasília foi descontinuado.

Os apelidos também alcançaram o sucessor do Fusca. Foi chamado de "Gol chaleira" e "batedeira", tudo por causa do barulho característico do motor boxer refrigerado a ar.

Em 1982 foi lançada a versão comemorativa "Gol Copa", que ainda hoje muitos fãs do Gol consideram como o melhor Gol de todos os tempos. O detalhe é que o Copa não tinha ar condicionado, nem direção hidráulica ou vidros elétricos ou mesmo quatro portas. Os mimos eram apenas um par de faroletes, rodas de liga leve e uma tapeçaria diferente.

Os primeiros esboços do Gol foram concebidos como o conhecemos, com pequenos faróis quadrados nas extremidades da frente do carro. Mas a matriz alemã pressionou para que a filial tupiniquim se alinhasse com o design mundial da marca, adotando faróis redondos. E assim foi feito. Até alguns protótipos foram montados com os faróis redondos. Mas, as vésperas do lançamento, contrariando as ordens da Alemanha, o design foi modificado e o Gol foi lançado com os faróis quadrados.

Em 1984 a divisão de velocidade da VW começou a desenvolver um projeto para concorrer em rallyes. O Gol foi escolhido e, inclusive, foi preparado sem nenhum tipo de reforço estrutural, pois a engenharia afirmava que tudo no Gol havia sido superdimensionado e isso era desnecessário. E assim o Gol passou a disputar os rallyes pelo mundo, com sua roupa do dia-a-dia, fazendo muito sucesso.

A versão BX, equipada com o motor boxer refrigerado a ar e câmbio de 4 marchas herdados do Fusca, coexistiu com as versões equipadas com motores refrigerados a água até o final de 1986, quando foi definitivamente descontinuado.

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito