Segurança Pública em estado de emergência

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Decisões da justiça deixam a população ainda mais insegura

Nesta questão dos assaltos a ônibus em Passo Fundo, o que deixa os trabalhadores do setor e a população ainda mais intrigada, é o fato da Justiça muitas vezes liberar os autores e acusados de crimes. Claro que nenhum juiz seria irresponsável ao ponto de deixar solto um marginal, entretanto, quem não conhece a lei e não sabe das razões, se sente ainda mais inseguro. Portanto creio que o Judiciário ajudaria e muito se esclarecesse a opinião pública algumas decisões tomadas, senão parece que está tendo complacência com o crime. Os trabalhadores protestaram esta semana pedindo mais segurança e precisam mesmo, mas em todas as área, preventiva, por parte da Brigada Militar, investigativa, por parte da Polícia Civil e punitiva, por parte do Judiciário, caso contrário não irá melhorar a situação.

                                 

Guarda Armada é algo para daqui muitos anos

Sou daqueles que defende que Passo Fundo deve ter uma Guarda Municipal Armada. Porém, não podemos nos iludir e pensar que seria a solução ao atual momento de insegurança na cidade, a situação é de emergência. Para ter uma Guarda Armada, primeiro é preciso decisão do Poder Público, depois realizar um processo de concurso público, treinamento, nomeação e principalmente dinheiro, pois o investimento é grande. Isso pode levar muitos anos para ser concluído e acontecer, até lá não sabemos como vai estar à situação, se melhor ou pior, mas seria bom iniciar este processo o quanto antes. A Guarda Armada seria para cuidar do patrimônio público e atuar apenas em praças e pontos estratégicos, não irá combater a criminalidade, que constitucionalmente é papel da Brigada. Quem sabe aliviaria a polícia do Estado, que assim poderia se dedicar com mais força a esta função, quem sabe!  

 

Mais empregos no papel, menos na realidade.

Os números referentes à situação do país apontam que a inflação diminui e a oferta de empregos aumentou. Só no papel, pois na prática não sentimos isso na nossa realidade. O custo de vida está mais difícil, justamente pelo fato do desemprego estar grande. O governo tenta maquiar a situação para quem sabe acalmar o mercado e até plantar esperança nas pessoas de que as coisas estão melhorando. Temos que acreditar, mas estes números do papel refletem apenas na vida da minoria da população. O Governo não é culpado de tudo, muitas pessoas não se ajudam também, mas mesmo para aqueles que se ajudam, não está fácil.

 

Dizem por aí... Que a população não entende, mas que a Justiça fazendo o que a lei prevê na punição de criminosos. Será verdade?

 

Leia Também O bom samaritano Um projeto para o Brasil Reforma da Previdência: cofre aberto Ambição derrotada