Quantas cores têm no seu prato?

Postado por: Jureci Machado

Compartilhe

Para melhorar a sua saúde é recomendado comer alimentos coloridos em todas as refeições, porque eles são fontes de vitaminas, minerais e fibras que garantem o bom funcionamento do organismo. As cores nos alimentos representam diferentes nutrientes e cada cor traz benefícios como prevenção de doenças cardiovasculares e câncer, além de melhorar a saúde dos ossos, da pele e do intestino, pois as cores têm diversos tipos de fitoquimicos.

Para ter uma alimentação colorida, pelo menos metade do prato deve ser composto por legumes e vegetais, e as frutas devem estar presentes nas sobremesas e nos lanches e nas principais refeições como almoço e jantar é importante que tenha pelo menos de quatro a cinco cores.

Sabe-se que pessoas depressivas ou ansiosas tendem a ter refeições com cores monótonas sem introduzir  alimentos coloridos principalmente das frutas e vegetais.

 Por isso as cores dos alimentos trabalham também a consciência cerebral favorecendo para que a pessoa consiga ter estímulo alimentar mais controlado. Observe a baixo  as propriedades das cores.

Vermelho

Alimentos indicados: tomate, melancia, goiaba, caqui, pimentão vermelho, entre outros.

Os alimentos vermelhos são ricos em licopeno, um pigmento natural responsável pela cor avermelhada. O pigmento garante a proteção antioxidante, ajuda na prevenção do câncer de bexiga, mama e auxilia no combate ao colesterol. O licopeno tem melhor disponibilidade para absorção quando está junto com alguma gordura, como o azeite.

Roxo

Alimentos indicados: berinjela, cebola roxa, repolho roxo, pimentão vermelho e rabanete.

Os alimentos arroxeados são fontes de antocianinas, substâncias que impedem a oxidação do LDL colesterol (colesterol ruim) nas artérias, protegendo o organismo de infarto ou acidente vascular cerebral (AVC).  As antocianinas têm ação anti-inflamatória e protegem as conexões cerebrais e a memória.

Amarelo

Alimentos indicados: laranja, mamão, manga, pêssego, damasco, milho, abacaxi, carambola, entre outros.

Alimentos amarelos contêm betacaroteno, antioxidante que combate os radicais livres que, em excesso, podem levar ao câncer e ao envelhecimento precoce, além disso, os têm substâncias que ajudam no processo de cicatrização.

Branco

Alimentos indicados: couve–flor, cebola, nabo, alho poró, palmito, aipo e repolho,  brotos de feijão.

Os alimentos brancos são fontes de cálcio e potássio. Além disso, possuem propriedades anti-inflamatórias e antialérgicas. Os brotos são fontes ricas em enzimas naturais que ajudam na digestão, além de serem ricos em diversos nutrientes como magnésio, zinco, cobre, cálcio, ferro, vitamina C e fibras alimentares.

Verde-escuro

Alimentos indicados: abobrinha verde, acelga, almeirão, agrião, bertalha, brócolis, brotos de alfafa, Chicória, couve manteiga, couve de bruxelas, coentro, espinafre, escarola, jiló, mostarda, pepino, rúcula, entre outros.

Os alimentos verdes-escuros ajudam em mais 200 reações no organismo. Além disso, os alimentos brancos são ricos em isotilcianatos, substância que auxilia na prevenção do câncer e ajuda o fígado a eliminar toxinas. São fontes de luteína e zeaxantina, antioxidantes importante na formação de colágeno e saúde da pele.

Inclua pelo menos de 4 a 5 cores no seu prato para manter a harmonia dos nutrientes.

Leia Também “A verdade vos libertará” (João 8, 32) Absolver é dar um viva à imoralidade Corrupção – recursos recuperados serão utilizados para saúde e educação O seu terapeuta é psicólogo?