Ambulantes ameaçam o comércio de Passo Fundo

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Comércio de Passo Fundo está ameaçado

Um dos setores mais importantes da nossa cidade e referência para toda a região, que é o comércio, tem perdido forças e está vivendo uma crise séria.  As entidades de classe estimam que, pelo menos 150 lojas, fecharam as portas, desde o início do ano. Isto representa por baixo 300 trabalhadores demitidos. Dois fatores têm prejudicado e muito o comércio, os impostos do Governo, cada vez mais pesado para os pequenos comerciantes, que diante de todo este quadro, não resistem às dificuldades, pois se trabalha apenas para manter as portas abertas e pagar imposto, com lucro insignificante e outro fator é a venda de ambulantes que estão tomando conta das vias públicas, principalmente das calçadas, matando de vez o comércio estabelecido.

                                   

O que fazer com os senegaleses?

Nesta onda gigante do comércio ambulante, que toma conta da cidade, a grande maioria é senegaleses. Nada contra os que vêm de fora tentar a vida no Brasil, mas não podemos olhar apenas com pena para eles, temos que lembrar que também temos muitos brasileiros e Passo-fundenses desempregados e que também são dignos de respeito e oportunidade. Além do mais, existe lei que proíbe este comércio, que infelizmente está sendo desrespeitada, portanto seja quer for, precisa ser enquadrado e combatido, antes que se perca de vez o controle sobre a situação. Neste sentido é preciso a prefeitura dispor de mais fiscais e intensificar o trabalho no final de semana, estendo para aqueles que vêm de fora vender móveis e frutas aqui na nossa cidade. Todos precisam sobreviver, mas prioridade para quem respeita as leis ajuda a cidade a se desenvolver e gera emprego.

                                                                                                                                              

Trânsito na Presidente Vargas precisa de ações urgentes

É impressionante, mas a segunda principal Avenida de Passo Fundo, não dispõe de sinaleiras para pedestres. Em horários de pico é muito difícil e perigoso fazer a travessia em alguns cruzamentos. O bairro São Cristóvão cresce a passos largos, por isso ações de trânsito precisam ser realizadas urgentemente, antes que acidentes e atropelamentos graves aconteçam com mais frequência. Em breve um grande shopping vai funcionar na Avenida, atraindo milhares de Pessoas do toda a região e, portanto a necessidade de segurança será ainda maior.

 

Dizem por aí... Que a venda ambulante, feita por estrangeiros em Passo Fundo, está enriquecendo algumas pessoas, que estão no comando deste tipo de comércio. Será verdade?

 

Leia Também O bom samaritano Um projeto para o Brasil Reforma da Previdência: cofre aberto Ambição derrotada