Esquerdista que exalta Maduro, mas passa férias nos Estados Unidos: até quando?

Postado por: Marcel Van Hattem

Compartilhe

A situação dramática pela qual está passando a Venezuela deveria servir como um grande sinal de alerta para os partidos e os políticos que sempre se posicionaram como aliados da suposta “luta” do ditador Nicolás Maduro. Sob o pretexto de que estão combatendo os imperialistas americanos – imperialistas estes que são o principal cliente dos seus combatentes, vejam só –, os bolivarianos venezuelanos conquistaram apoio político e até financiamento dos seus “companheiros” esquerdistas no Brasil, representados principalmente por PT, PSOL e PC do B.

Infelizmente para quem deseja que se aumente o nível da discussão política, a esquerda no Brasil ainda não encontrou o fundo do poço. Mesmo após o desmascaramento dos maiores esquemas de corrupção já desvendados no mundo, capitaneados e organizados pelo PT, mesmo com o aumento do número de mortos, com a debandada de cidadãos e os vários presos políticos na Venezuela, não alteram o seu discurso bélico.

Claro que para todos que não são militantes da esquerda sempre foi nítido a hipocrisia dos chamados socialistas de iPhone, esquerdistas que dizem ser defensores dos pobres e lutar contra os ricos, mas que constantemente fazem uma pausa na revolução para fazer viagens ao exterior, principalmente aos Estados Unidos, o país que tanto odeiam. Lutam contra o capitalismo, mas não abrem mão de produtos que foram desenvolvidos e distribuídos ao mundo por empresas americanas, como o telefone celular da Apple.

A pergunta que sempre nos fazemos é por que essas pessoas não decidem ir viver nos países que tanto cultuam. Falam da medicina de Cuba, mas não é para lá que vão para tratar da saúde. Falam das maravilhas da ótima educação cubana, mas vão estudar em Londres. Em qualquer democracia é importante que haja debate, que haja esquerda e direita, mas quando o debate é jogado em um nível tão baixo, perdem todos os cidadãos. Até onde vai a falta de responsabilidade e, principalmente, de humildade para deixar posições infantis de lado?

Leia Também William II Elo passado-presente-futuro Sujeito descansado Maneiras de usar o floral nesse verão 2018