Sarandi busca a construção de novo presídio

Compartilhe

Olá amigos! Na semana passada, uma comitiva liderada pelo Prefeito de Sarandi, Leonir Cardoso, foi a Porto Alegre para participar de uma audiência com o Secretário de Segurança Pública do Estado, Cezar Schirmer. O objetivo foi discutir uma proposta para construção de um novo presídio no município. Estiveram presentes os Prefeitos de Barra Funda e Nova Boa Vista, o Dr. Rafael Riccardi, Promotor Público e o vereador Edson Cezimbra, Presidente da Câmara de Vereadores de Sarandi.

A idéia é construir um projeto a partir de uma Parceria Público Privada (PPP), reunindo esforços entre município, estado e iniciativa privada. O presídio atual está localizado no centro da cidade. Lá estão detidos mais de 200 presos, em um espaço projetado para receber apenas 133. Só neste ano, podemos destacar uma rebelião ocorrida em fevereiro, que culminou em duas mortes, e a fuga de 9 detentos, no mês de junho. Os moradores de Sarandi e região vivem constantemente apreensivos. Para o Prefeito Cardoso “essa iniciativa trará maior segurança para todos, comunidade, servidores, advogados, familiares e também detentos”.

O sistema carcerário preocupa todo o país, visto que diariamente através da imprensa recebemos notícias sobre superlotação, motins, fugas, entre outros graves problemas. O déficit atual de vagas carcerárias no Brasil é de aproximadamente 270 mil. Esse é um número assustador!

O Brasil tem a 4° maior população carcerária do mundo, com mais 600 mil detentos, 69% acima da capacidade de vagas. No topo da lista estão os EUA, com 2,2 milhões de presos, seguido da China com 1,6 milhões e da Rússia, com 644 mil.

Esperamos que a proposta apresentada em Porto Alegre seja priorizada pelo Governo do estado e possa sair do papel, melhorando a segurança no município e região.

VOCÊ SABIA?

No Brasil, o Rio grande do Sul está em 4° na lista dos estados com maior população carcerária: 34 mil detentos. São Paulo lidera com 233 mil, seguido por Minas Gerais com 69 mil e Rio de Janeiro com 51 mil. 

Leia Também O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” Solução para o atraso