A importância das ações sociais no tradicionalismo

Postado por: Isadora Fochi

Compartilhe

Além de atuar na preservação da cultura, o tradicionalismo busca promover a inclusão social e não somente incluir mas também promover todos na sociedade. A inclusão social é o conjunto de meios e ações que combatem a exclusão aos benefícios da vida em sociedade, ao mesmo tempo em que promoção social é um conjunto de atividades, com enfoque educativo favorecendo, assim, uma melhor qualidade de vida.

A Carta de Princípios, documento que rege o tradicionalismo, cita em seu item I “Auxiliar ou estado na solução dos seus problemas fundamentais e na busca do bem coletivo” todos têm direito a ser inclusos em qualquer meio seja ele tradicionalista ou não. E além de ser coletivo o tradicionalismo depende de todos pois também é um movimento que representa a cultura de todos. Vale lembrar que a promoção social expressam-se nos projetos desenvolvidos pelas prendas e peões buscando enfoque educativo. Tanto inclusão como a promoção muitas vezes faltam na nossa sociedade seja por preconceito ou por falta de comunicação entretanto dentro de uma entidade tradicionalista todos possuem o mesmo direito não se valoriza alguém enquanto despreza-se outro e nós, tradicionalistas, acreditamos que cada um tem um grande valor e uma grande importância para garantir a ascensão da sociedade atual, que passa por muitas dificuldades.                     

 Sabe-se que, existem muitas diferenças entre todos nós, mas são essas diferenças que garantem o nosso convívio, por isso é que deve-se dar muita atenção para projetos sociais, sejam eles dentro ou fora do tradicionalismo. Para então buscarmos por meio dele não somente incluir e promover mas também tratar a todos com igualdade além de ser usada como instrumento de inclusão e promoção ele pode e deve ser utilizado para o crescimento social, e consequentemente, para o fortalecimento deste movimento.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”