Glossofobia: medo de falar em público

Postado por: Caroline Garcia Silva

Compartilhe

O medo de falar em público, não significa que tenha medo de falar para plateia ou multidões, mas se sentem temerosas em situações do dia-a-dia, como por exemplo pedir uma indicação; falar frente a frente com outra pessoa; em uma reunião da empresa, quando os colegas têm que interagir com ela; ter que se apresentar aos novos colegas; quando são convidadas para fazerem um brinde.

Muitas vezes este medo está relacionado a figura de autoridade, que acaba desencadeando uma grande ansiedade. Os sintomas mais específicos de ansiedade da fala podem agrupar-se em três categorias: física, verbal e não verbal. Os sintomas físicos acabam sendo visíveis, como voz trêmula, sudorese, tremores, rubor facial, dificuldade em recuperar o fôlego, tonturas, náuseas, problemas gastrointestinais, boca seca e outras. É característico de pessoas que estão com baixa autoestima, esperam a perfeição em tudo que fazem, buscam a aprovação constante ou esperam o fracasso.

Atualmente dispomos de várias alternativas que ajudam a superar a Glossofobia, tais como cursos que ensinam a falar em público; remédios fitoterápicos e homeopáticos (que ajudam a controlar a ansiedade); tratamento médico tradicional; terapia psicológica; hipnose; acupuntura entre outros.

Leia Também Falecimento de titular de firma individual causa a extinção da execução fiscal Treinamento psicológico e o efeito no grupo A ciência como ferramenta para a sabedoria Quebra-molas são permitidos, “em casos especiais”