Dia de Campo de Integração Lavoura-pecuária-floresta

Compartilhe

A terceira edição do Dia de Campo de Integração Lavoura-pecuária-floresta está marcado para o dia 22 de agosto, na vitrine de tecnologias da Embrapa Trigo, em Passo Fundo, RS. O evento é voltado a produtores de grãos, leite e corte, além de assistência técnica e estudantes.

Nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina a atividade pecuária geralmente está associada à produção de grãos como diversificação de renda e movimentação da propriedade ao longo do ano. A junção destes sistemas produtivos na mesma área é chamada de integração lavoura-pecuária (ILP). Estima-se que a área com ILP nos estados do RS e SC ultrapasse os 2 milhões de hectares, integrando pecuária com lavouras de soja, milho, cereais de inverno e pastagens.

A publicação "ILPF em Números”, que entrevistou 7.909 produtores em todo o Brasil em 2016, aponta os principais motivos para adoção dos sistemas integrados na Região Sul (RS e SC): redução do impacto ambiental, aumento da rentabilidade por hectare, rotação de culturas e diminuição do risco financeiro com a diversificação.

Para destacar os benefícios do sistema ILPF, a Emater/RS, o Sebrae e a Embrapa (unidades Trigo, Florestas, Pecuária Sul, Suínos e Aves, Milho e Sorgo), com o apoio da Rede de Fomento, promovem a 3ª edição do Dia de Campo Integração Lavoura-pecuária-floresta. Segundo o coordenador do evento, Renato Fontaneli, o evento vai mostrar como o sistema ILPF pode assegurar uma produção agropecuária rentável, eficiente e sustentável. Estão previstas quatro estações: adubação orgânica; grãos e silagem de cereais de inverno; manejo de trigo duplo propósito; e madeira como matéria-prima para a propriedade. A visitação acontece tanto no período da manhã (8h -12h), como no período da tarde (13h30 - 17h).

O gerente regional da Emater/RS-Ascar, Oriberto Adami, destaca a parceria entre a pesquisa e a extensão rural, que busca levar aos agricultores informações relevantes, com foco na produção, rentabilidade e sustentabilidade,  por meio dessa metodologia que é o Dia de Campo.

Rede de Fomento ILPF

A Rede de Fomento ILPF, parceria público-privada formada pela Embrapa, pela Cocamar e pelas empresas John Deere, Dow AgroSciences, Parker e Syngenta, busca acelerar a adoção dos sistemas de ILPF por produtores rurais como parte de um esforço visando à intensificação sustentável da agricultura brasileira. Iniciada em 2012, a parceria conta com 97 Unidades de Referência Tecnológica distribuídas em todos os biomas e desenvolve 49 projetos em rede, envolvendo 360 profissionais.

Serviço
3º Dia de Campo de Integração Lavoura-pecuária-floresta

22 de agosto, na Embrapa Trigo – Passo Fundo/RS



Foto: Joseani Antunes

Leia Também IBGE estima queda de 8,9% na safra de grãos em 2018 Município adquire 320 toneladas de calcário FETAG cobra políticas compensatórias frente ao Mercosul Grupo invade fazendas e destrói sistema de irrigação no oeste da Bahia