Bolsonaro e a esquerda

Postado por: Dilerman Zanchet

Compartilhe

A fúria avassaladora da esquerda brasileira em relação à Jair Bolsonaro, ainda que este seja candidato a candidato à Presidente da República tem várias formas de entendimento.

Sem fazer apreciação ao candidato, porém também rechaçando as hipóteses, para não cair na vala comum dos contrários à sua eleição, faço algumas constatações acerca do assunto.

Bolsonaro foi muito comentado nesta semana, a favor e contra, pelo fato de ter sido jugado culpado no caso com a Maria do Rosário. Claro: para a esquerda, um aliciador, que promoveu a cultura do estupro, a desvalorização da mulher, o desrespeito, etc. Os mesmos que o condenam e o escorraçam, no entanto, engoliram e nada, absolutamente nada disseram sobre a declaração de Lula flagrada em conversa telefônica: sobre o g... das mulheres.

Entendo que falhou aqui, falhou acolá. Como não tenho político de estimação, desaprovo os dois. E com a coragem de condenar os dois pelas baixarias.

Ainda: Bolsonaro sobe nas pesquisas a cada “porrada” que leva da esquerda. Quanto mais batem, mais cresce. Parecido com pão caseiro.

A esquerda o trata como homofóbico, mas foi um deputado ex BBB quem disparou-lhe uma cusparada, na votação do impeachment. E o tal de Jean, que não tem palavra mesmo, disse que iria para Cuba e não foi. Ao que me consta, deveria habitar um certo apartamento de Porto Alegre, onde o acolheram para um título de herói gaúcho. Piada de muito mau gosto da Assembleia legislativa.

Continuando: Bolsonaro é acusado de homofobia, de ser a favor da liberação do porte de armas, a favor da polícia em detrimento dos bandidos, a favor de condenar os que estão à margem da Lei. Quem acusa são seus algozes. Será que o homem é tudo isso e ninguém o prende?

Para delírio daquela pessoa: Bolsonaro não aceitou dinheiro do partido quando soube que era dinheiro sujo. Os da esquerda estão mais enrolados que novelo de lã da vovó. Porém, é comparado ao presidente americano e etc.

Há, sim: Bolsonaro endeusou o General Ustra. Uma grande parcela da população também o fez. O crime de Ustra Ter sido milico no regime militar e não aceitar o comunismo que a esquerda da época, capitaneados pela presidente impedida e seus asseclas. Há quem os defenda.

Bolsonaro levou uma ovada de uma mulher. Ela é filiada ao PCdoB. Isso pode!

Bolsonaro é um demônio para a esquerda. Um calo sempre dói.

Lula é um mito. Para esta mesma esquerda, que não vê as provas contundentes que o levarão para a cadeia.

Há, já sei: Vão me taxar de fascista. Não o sou. Repito: Não tenho político de estimação, não bebo na orelha de nenhum deles e lugar de bandido é na cadeia.

E um recado: não tolero ofensas, pois isso não é campanha nem pró nem contra Bolsonaro. São só análises. Quem pariu que amamente.

Leia Também 33º Domingo do Tempo Comum. O Enart, de novo! A importância de ter uma recepcionista/secretária preparada em seu consultório. Feito é melhor que perfeito