Mudança no sistema eleitoral é uma boa para o país?

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

No momento em que as discussões sobre o sistema eleitoral brasileiro afloram no Senado e Congresso, também iremos discutir o tema, no programa Frente e Verso, da Rádio Planalto,  amanhã a partir das 10 horas. Será melhor par o país uma reforma política e as alterações que estão em pauta, para definir novos critérios na escolha dos representantes do povo? Acabar com as legendas e consecutivamente diminuir o poder dos partidos, num processo, onde os mais votados, independente de siglas e coligações, fossem os eleitos, seria mais justo? O fundo partidário, com dinheiro público para gastos de campanha, fortalece ou enfraquece o poder do dinheiro no processo? A corrupção como fica, caso este novo cenário entre em vigor? Questionamentos como estes e outros estarão em debate, com a participação do professor e cientista político, Ginez Campos e do deputado, Juliano Roso.

                                                                                                                                               

O mar não está para peixe, mas para gente!

Os casos de naufrágios pelo Brasil e mundo a fora, estão repletos de irresponsabilidades, mas também de mistérios. É muito triste o que aconteceu em Rio Grande, com o barco pesqueiro desaparecendo e a maioria dos corpos e, até mesmo a embarcação, continua sumida.  Naquele dia, uma tempestade se formou com ondas gigantes que fizeram o barco virar. Agora a triste notícia da Bahia, com mais de 20 mortos, inclusive crianças. Sei que muitos podem não acreditar, mas vejo por trás disso algo sobrenatural, como se fosse um aviso, um alerta para as pessoas, de que algo importante está para acontecer com o planeta, começando pelo mar. Tem estudiosos que acreditam que possa até mesmo estar ligado ao final dos tempos. Não tenho esta convicção, mas também não duvido.

 

Temos que olhar para frente...

Precisamos mudar a cultura de supervalorização do passado e de parar no tempo. Temos que olhar para o futuro, como por exemplo, na Rua General Osório, onde está sendo realizada a maior obra de infraestrutura da história daquela região, onde alguns moradores e comerciantes se queixam dos transtornos que a movimentação de máquinas, materiais e operários vem provocando. Com todo o respeito, está sendo feito algo que vai mudar o futuro daquela região, para milhares de pessoas. Entendo os comerciantes que se sentem prejudicados financeiramente neste período de obras, pelas dificuldades que os clientes estão tendo para chegar aos estabelecimentos, mas temos que olhar para frente o prejuízo de hoje será recompensado com ganhos muito superiores no amanhã, pois a General Osório, com os investimentos que recebe se torna uma das vias mais estratégicas e valorizadas da nossa cidade, vamos manter o otimismo.

 

Dizem por aí... Que os naufrágios que estão acontecendo estão ligados ao final dos tempos. Será verdade?

Leia Também A periferia como lugar de atenção da Igreja Católica de Passo Fundo Orgulho Gaúcho O que é um Seminário? Municípios receberão R$ 44 milhões para salas de vacinação