Passo Fundo será sede do Simpósio do Câncer Urológico

Compartilhe

 

O câncer urológico, que é um dos cânceres mais incidentes entre os homens no Brasil, será discutido em Simpósio, que acontece em Passo Fundo/RS, nesta sexta-feira, 1 de setembro. Em 2015, o câncer urológico, que inclui rim, bexiga, pênis, próstata e testículos, matou 20 mil homens no Brasil. Só o câncer de próstata, que é o mais incidente, causou 14 mil mortes. No Rio Grande do Sul, o câncer urológico foi responsável pela morte de cerca de 1,6 mil gaúchos. O IV Simpósio de Câncer Urológico reunirá especialistas no assunto de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul para apresentar as novidades no diagnóstico e tratamento da doença. O Simpósio é uma realização do Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN), com apoio da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), além de diversas instituições de saúde e de educação.  O evento foi tratado no programa Saúde em Debate. Luiz Carlos Carvalho recebeu o dr. Álvaro Machado, oncologista clínico do CTCAN. 

A quarta edição do evento abordará, especialmente, os cânceres de próstata, rim e bexiga devido à grande quantidade de novas informações e de mudanças de condutas tradicionais decorrentes de inúmeros estudos clínicos nestes dois últimos anos. “Sabemos que o câncer de próstata é o mais incidente no homem, ainda com alta mortalidade, e o câncer renal tem aumentado de forma gradual sua taxa anual, o que torna o tema de grande importância tanto para a comunidade científica como para a população geral”, destaca o coordenador geral do evento, o oncologista clínico do CTCAN, Dr. Alvaro Machado.

Discutir esse tema entre profissionais da área é de extrema importância para disseminação de informações, troca de experiências, e, consequentemente, aumentar as chances de cura da doença. “Sobre câncer de próstata vamos abordar aspectos patológicos e moleculares importantíssimos tanto na doença em estágios iniciais como avançados, novos exames para identificação da doença e suas aplicações práticas, além das mudanças nas rotinas terapêuticas e suas novidades. Em câncer de rim vamos abordar o papel da cirurgia mesmo em doença avançada e novos tratamentos. Em câncer de bexiga basicamente o papel da imunoterapia no tratamento da doença inoperável.”, ressalta Machado.

O público-alvo do Simpósio são médicos especialistas, urologistas, radioterapeutas, patologistas, oncologistas, radiologistas, médicos da região e em formação, e todos aqueles que se envolvem e se dedicam ao cuidado do paciente com câncer urológico.

 

Especialistas presentes no evento

O urologista, Dr. Marcos Dal Oglio, professor da Faculdade de Medicina da USP e do corpo clínico do Hospital Sírio Libanês, o Dr. Carlos Dzik, oncologista coordenador do câncer urológico do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e também do Hospital Sírio Libanês estão entre os principais palestrantes desde a primeira edição do Simpósio. Também participam a radiologista do Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre, Dra. Alice Schuch, o patologista, Dr. George Câmara Lopes, que é dedicado à patologia urológica e professor da Faculdade de Medicina da PUC-PR, em Londrina, e o radioterapeuta Dr. Wilson Almeida Jr, do Hospital Moinhos de Vento.

 

Inscrições

As vagas para o Simpósio são limitadas e as inscrições devem ser feitas no site simposio.ctcan.com.br. Informações pelo telefone (54) 3311-3361.

 

 

Programação do IV Simpósio de Câncer Urológico

01/09/2017 – (Sexta-feira)

 

13h-13h30 – Credenciamento

13h30 – Abertura – Dr. Alvaro Machado

 

Coordenador - Dr. Eduardo Scortegagna – RS

13h45 – Papel da Ressonância Multiparamétrica na Observação Ativa do Câncer de Próstata inicial – Dra. Alice Schuch – RS

14h05 – Manejo das Metástases ósseas no Câncer de Próstata – Dr. Carlos Dzik – SP

14h25 – Papel da IRM no PSA elevado e biopsia negativa – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

14h45 – Radioterapia hipofracionada no Câncer de Próstata – Dr. Wilson Almeida Jr – RS

 

Coordenador – Dr. Daniel Gobbi

15h05 – Nova Classificação Patológica e TNM do Câncer de Próstata – Dr. George Câmara Lopes - PR

15h25 – PET-PSMA – Dra. Alice Schuch – RS

15h45 – Câncer de bexiga operável – Quimioterapia pré ou pós-operatória? – Dr. Carlos Dzik – SP

16h05 – Radioterapia IMRT e IGRT – quais vantagens? – Dr. Wilson Almeida Jr – RS

16h25 – Coffee Break

 

Coordenador – Dr. Jorge Winckler

17h – Cirurgia para falha do PSA após radioterapia – Quando indicar? – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

17h20 – Câncer de Próstata Avançado Hormonossensível – opções e critérios de escolha – Dr. Carlos Dzik – SP

17h40 – Marcadores moleculares preditivos e prognósticos no Carcinoma Urotelial e Carcinoma de células Renais –Dr. George Câmara Lopes – PR

18h – Cistectomia no Câncer de Bexiga Não-Músculo Invasivor – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

 

Coordenador – Dr. Marcelo Sostruznick

18h20 – Câncer de Próstata de Alto Risco - Adjuvância após radioterapia ou cirurgia é diferente? – Dr. Carlos Dzik – SP

18h40 – Nefrectomia no Câncer Renal Metastático – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

19h – Imunoterapia no Carcinoma Urotelial – Dr. Carlos Dzik – SP

19h20 – Sequenciamento no tratamento do câncer de rim avançado – Dr. Carlos Dzik – SP

19h40 – Encerramento - Coquetel

Leia Também Hemocentro de Passo Fundo convoca doadores de sangue HSV promove Mateada da Prematuridade neste domingo Hospital da Cidade presente no HEMO 2017 Ações do Cluster em Saúde são debatidas