Passo Fundo será sede do Simpósio do Câncer Urológico

Compartilhe

 

O câncer urológico, que é um dos cânceres mais incidentes entre os homens no Brasil, será discutido em Simpósio, que acontece em Passo Fundo/RS, nesta sexta-feira, 1 de setembro. Em 2015, o câncer urológico, que inclui rim, bexiga, pênis, próstata e testículos, matou 20 mil homens no Brasil. Só o câncer de próstata, que é o mais incidente, causou 14 mil mortes. No Rio Grande do Sul, o câncer urológico foi responsável pela morte de cerca de 1,6 mil gaúchos. O IV Simpósio de Câncer Urológico reunirá especialistas no assunto de São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul para apresentar as novidades no diagnóstico e tratamento da doença. O Simpósio é uma realização do Centro de Tratamento do Câncer (CTCAN), com apoio da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), além de diversas instituições de saúde e de educação.  O evento foi tratado no programa Saúde em Debate. Luiz Carlos Carvalho recebeu o dr. Álvaro Machado, oncologista clínico do CTCAN. 

A quarta edição do evento abordará, especialmente, os cânceres de próstata, rim e bexiga devido à grande quantidade de novas informações e de mudanças de condutas tradicionais decorrentes de inúmeros estudos clínicos nestes dois últimos anos. “Sabemos que o câncer de próstata é o mais incidente no homem, ainda com alta mortalidade, e o câncer renal tem aumentado de forma gradual sua taxa anual, o que torna o tema de grande importância tanto para a comunidade científica como para a população geral”, destaca o coordenador geral do evento, o oncologista clínico do CTCAN, Dr. Alvaro Machado.

Discutir esse tema entre profissionais da área é de extrema importância para disseminação de informações, troca de experiências, e, consequentemente, aumentar as chances de cura da doença. “Sobre câncer de próstata vamos abordar aspectos patológicos e moleculares importantíssimos tanto na doença em estágios iniciais como avançados, novos exames para identificação da doença e suas aplicações práticas, além das mudanças nas rotinas terapêuticas e suas novidades. Em câncer de rim vamos abordar o papel da cirurgia mesmo em doença avançada e novos tratamentos. Em câncer de bexiga basicamente o papel da imunoterapia no tratamento da doença inoperável.”, ressalta Machado.

O público-alvo do Simpósio são médicos especialistas, urologistas, radioterapeutas, patologistas, oncologistas, radiologistas, médicos da região e em formação, e todos aqueles que se envolvem e se dedicam ao cuidado do paciente com câncer urológico.

 

Especialistas presentes no evento

O urologista, Dr. Marcos Dal Oglio, professor da Faculdade de Medicina da USP e do corpo clínico do Hospital Sírio Libanês, o Dr. Carlos Dzik, oncologista coordenador do câncer urológico do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP) e também do Hospital Sírio Libanês estão entre os principais palestrantes desde a primeira edição do Simpósio. Também participam a radiologista do Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre, Dra. Alice Schuch, o patologista, Dr. George Câmara Lopes, que é dedicado à patologia urológica e professor da Faculdade de Medicina da PUC-PR, em Londrina, e o radioterapeuta Dr. Wilson Almeida Jr, do Hospital Moinhos de Vento.

 

Inscrições

As vagas para o Simpósio são limitadas e as inscrições devem ser feitas no site simposio.ctcan.com.br. Informações pelo telefone (54) 3311-3361.

 

 

Programação do IV Simpósio de Câncer Urológico

01/09/2017 – (Sexta-feira)

 

13h-13h30 – Credenciamento

13h30 – Abertura – Dr. Alvaro Machado

 

Coordenador - Dr. Eduardo Scortegagna – RS

13h45 – Papel da Ressonância Multiparamétrica na Observação Ativa do Câncer de Próstata inicial – Dra. Alice Schuch – RS

14h05 – Manejo das Metástases ósseas no Câncer de Próstata – Dr. Carlos Dzik – SP

14h25 – Papel da IRM no PSA elevado e biopsia negativa – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

14h45 – Radioterapia hipofracionada no Câncer de Próstata – Dr. Wilson Almeida Jr – RS

 

Coordenador – Dr. Daniel Gobbi

15h05 – Nova Classificação Patológica e TNM do Câncer de Próstata – Dr. George Câmara Lopes - PR

15h25 – PET-PSMA – Dra. Alice Schuch – RS

15h45 – Câncer de bexiga operável – Quimioterapia pré ou pós-operatória? – Dr. Carlos Dzik – SP

16h05 – Radioterapia IMRT e IGRT – quais vantagens? – Dr. Wilson Almeida Jr – RS

16h25 – Coffee Break

 

Coordenador – Dr. Jorge Winckler

17h – Cirurgia para falha do PSA após radioterapia – Quando indicar? – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

17h20 – Câncer de Próstata Avançado Hormonossensível – opções e critérios de escolha – Dr. Carlos Dzik – SP

17h40 – Marcadores moleculares preditivos e prognósticos no Carcinoma Urotelial e Carcinoma de células Renais –Dr. George Câmara Lopes – PR

18h – Cistectomia no Câncer de Bexiga Não-Músculo Invasivor – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

 

Coordenador – Dr. Marcelo Sostruznick

18h20 – Câncer de Próstata de Alto Risco - Adjuvância após radioterapia ou cirurgia é diferente? – Dr. Carlos Dzik – SP

18h40 – Nefrectomia no Câncer Renal Metastático – Dr. Marcos Dal Oglio – SP

19h – Imunoterapia no Carcinoma Urotelial – Dr. Carlos Dzik – SP

19h20 – Sequenciamento no tratamento do câncer de rim avançado – Dr. Carlos Dzik – SP

19h40 – Encerramento - Coquetel

Leia Também HC sedia primeiro módulo do Curso Ombro Passo Fundo Pesquisa na UPF aponta novos caminhos para o combate à Hepatite E Oncologista do HC participa de evento sobre câncer de pulmão Multivacinação tem Dia D neste sábado