Parte religiosa é fundamental nos presídios

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Inúmeras pesquisas compravam que trabalhar a parte espiritual junto aos presos é fundamental e talvez a que de mais resultados em termos de ressocialização e recuperação de uma pessoa. Por isso o trabalho, principalmente das religiões Cristãs, deve ser incentivado e facilitado. Uma pena que exista muito preconceito, até mesmo por parte de agentes penitenciários, que criam problemas desnecessários para barrar esta iniciativa. Enquanto não permitem que os presos ouçam a palavra de Deus, eles ficam envolvidos e desperdiçam o tempo com cachaça, drogas e celular. Mudar uma sociedade e lutar por uma cultura de paz, envolve pequenas ações, mas que trazem grandes resultados, como valorizar a parte religiosa e isto está faltando aqui e em todos os presídios do Brasil.

 

Falta de pessoal no Judiciário é outro problema

Tomo conhecimento da prisão de várias pessoas que tiveram problemas com a polícia no passado, mas que conseguiram superar as dificuldades e tomaram outro rumo na vida, estão trabalhando dignamente e cuidando dos filhos. Acontece que a Justiça demora a julgar muitos processos e quando a condenação vem, não seria mais nem necessária recolher a pessoa, por criar um problema social ainda maior. Isso acontece por falta de servidores e juízes para dar agilidade no andamento dos processos. O juiz julga na letra fria, não sabe o que está acontecendo com a pessoa lá fora, por isso, muitas injustiças estão acontecendo. Por outro lado, traficantes e criminosos conhecidos da sociedade estão livres por aí e esses a justiça não prende. Enquanto não fortalecemos o Judiciário com pessoas competentes, pouco irá mudar, vamos continuar apenas na teoria.


Viva o Brasil!

Nesta semana da Pátria é importante lembrar aos brasileiros que os protestos, feitos por segmentos da sociedade nesta data, que miram atacar o Governo, estão completamente equivocados, pois a Pátria não é o Governo e mesmo que o Presidente da República não seja o meu preferido, o sentimento transcende posições políticas e manifestações ofensivas são, na verdade, um desrespeito com a nação. Somos mais de 200 milhões de brasileiros, nosso país é gigante, lindo por natureza, abençoado por Deus e justamente as suas qualidades que precisam ser valorizadas e comemoradas. Respeitar os símbolos, o Hino Nacional, o Brasão e a Bandeira, ter orgulho deles, também é uma forma de amar o nosso Brasil, pois são as nossas referências para todo o mundo e, portanto, o reconhecimento do país começa fazendo o dever de casa.

 

Dizem por aí... Que muitos brasileiros não sabem a diferença entre Governo e Pátria e nem mesmo entre pessoas das instituições. Será verdade?

 

 

 

Leia Também Mentira desmascarada Linda ou ridícula? Muito obrigado Dom Urbano! O respeito à propriedade alheia