Setembro Amarelo: tempo de mobilização

Compartilhe

A abordagem do tema suicídio na sociedade ainda é envolta por diversos tabus, mesmo que o assunto seja considerado um grande problema de saúde pública no Brasil. Com uma estimativa de 1 suicídio a cada 45 minutos, o Brasil ocupa a oitava posição no ranking de países com maior incidência de suicídio.

 Esclarecer os mitos e verdades sobre o assunto e conscientizar a população sobre as formas de prevenção e atenção ao tema são os objetivos da Campanha Setembro Amarelo, que mobiliza a comunidade passo-fundense e convida a sociedade a debater o assunto.

A rede de acolhimento da pessoa com comportamento suicida foi discutida em uma capacitação realizada no Hospital da Cidade, na tarde de segunda-feira (11/09). Profissionais e acadêmicos da área da saúde participaram do evento, que foi ministrado pela professora do Curso de Psicologia da IMED, Susana König Luz e alertou sobre o diagnóstico e encaminhamento profissional correto. A atividade integrou a programação da Campanha Setembro Amarelo realizada pelo Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes e Hospital da Cidade em parceria com a IMED, UFFS e Prefeitura de Passo Fundo.

No último domingo (10/09), uma ação realizada no Parque da Gare mobilizou a comunidade através de ações de orientações, dinâmicas de interação e shows de bandas. A próxima atividade da campanha está programada para o dia 25 de setembro, no Auditório Central da IMED. Toda a comunidade está convidada a participar da mesa-redonda que abordará a importância da psicoterapia e os principais cuidados com os pacientes após a tentativa de suicídio, além do Protocolo de Atendimento Hospitalar do Hospital Psiquiátrico Bezerra de Menezes. O evento terá, ainda, a participação da coordenadora e voluntária do Centro de Valorização da Vida (CVV) de Chapecó/SC, Ozana Simon Rubas, que apresentará o acolhimento realizado através do centro.

 

Onde buscar ajuda em Passo Fundo

 

Em Passo Fundo, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) integram a rede de acolhimento. O CAPS II pode ser contatado pelo telefone 3314 5276 e o CAPS AD Vida através do telefone 3314 7721.


Créditos: Natiele Batistela (HC)

Leia Também HC sedia primeiro módulo do Curso Ombro Passo Fundo Pesquisa na UPF aponta novos caminhos para o combate à Hepatite E Oncologista do HC participa de evento sobre câncer de pulmão Multivacinação tem Dia D neste sábado