Denúncia grave contra vereadores precisa ser esclarecida

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Decisão polêmica e irresponsável da Justiça

Uma decisão do Tribunal de Justiça determina que os servidores do Estado, com salários parcelados podem faltar o trabalho, sem que seja descontado da folha de pagamento. Eu discordo desta decisão, respeito e não acho justo, o servidor receber atrasado ou parcelado, mas não tem como condicionar uma coisa na outra.  A decisão justa seria não desconta, mas não recebe. A verdade é que, mesmo atrasado ou parcelado, o Governo vem pagando os trabalhadores integralmente. Então, tudo bem ter o direito de não ir trabalhar, desde que não se receba para ficar em casa, tem que ser “elas por elas”, pois não tem sentido e quem não é servidor do Estado, a população em geral, que paga sem impostos, estará sendo penalizada em dobro, sem o servidor no seu local de trabalho, para prestar o serviço público e ainda ter que pagar por isso. Uma pena que a Justiça, ao invés de ajudar a encontrar uma solução, como reduzindo os gastos do Poder Judiciário, só complica mais o processo.

Exposição do Santander foi longe demais

Aqui não vai nenhuma crítica a quem defende a sociedade contemporânea, a diversidade de gênero, o pluralismo e a desconstituição da família tradicional e outras bandeiras, só sei dizer que algumas imagens da exposição do Santander, que causou tanta discussão nos últimos dias, realmente são dignas de indignação. Uma então que faz alusão à orgia é uma vergonha total e um desrespeito com todos os cidadãos, mesmo com aqueles que nasceram homem, mas são mulheres e vice-verso. Também imagens sacras sendo apresentadas de uma forma, no mínimo constrangedoras, poderiam ser evitadas. Na verdade o que se queria era realmente impactar e o objetivo foi alcançado, se foi bom ou ruim para entidade abrir este espaço, mesmo que tenha se arrependido depois o tempo irá dizer.   

Denúncia grave contra vereadores precisa ser esclarecida

A carta de um empreendedor tradicional da nossa cidade, encaminhada a Rádio Planalto e a órgãos de fiscalização, ainda vai dar “pano pra manga”. Entre tantos relatos preocupantes do desabafo, chama atenção a parte que diz que em Passo Fundo, áreas verdes e públicas, estão sendo invadidas por grupos liderados, orientados e incentivados por vereadores. É grave esta denúncia e deve ser averiguada até as ultimas consequências. A empresa tem que dizer quem são os vereadores, a denúncia tem que ser completa e pública, para não jogar todos na vala comum da ilegalidade e a Justiça por sua vez, sendo comprovadas, ou não as denúncias, deve tomar as providências cabíveis. Direito a moradia é um pressuposto da dignidade humana, todas as famílias merecem ter uma casa, mas nem por isso concordo que tenha que ser a qualquer custo. Esta questão é muito perigosa, pois muitos que realmente mereciam esse direito são barrados por malandros, que fizeram disso um grande balcão de negócios.

Dizem por aí... Que se as denúncias contra vereadores forem verdadeiras, vamos ter cassação em Passo Fundo. Será verdade?

Leia Também Marta e Maria Curiosidades sobre o Fusca Como fica o Congresso após a aprovação da Reforma da Previdência? Com sapato ou sem sapato