Mortes no Trânsito: De quem é a responsabilidade?

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe


 O Brasil, em termos sociais e econômicos, ocupa uma das piores posições, no ranking mundial, em compensação no que se refere à mortes no trânsito é o quinto lugar. Aqui morre mais gente no trânsito, do que países em guerra. Precisamos mudar isso, a culpa não é só do motorista, engenharia, sinalização, manutenção, fiscalização, enfim é preciso mais investimentos no setor, as autoridades precisam se dar conta disso e adotar medidas concretas, triplicar os investimentos, fazer um trabalho de base nas escolas para preparar os futuros motoristas e pedestres. Isso já acontece, mas é pouco, por isso os resultados são acanhados.
No programa Frente e Verso deste sábado, o tema estará em debate. Participe, dê a sua opinião, é um assunto que merece ser falado em todos os lugares, o tempo todo, assim contribuímos para salvar vidas.

Mais carros que pessoas

Outro problema no trânsito, prinicialmente nas cidades médias e grandes, é a quantidade de veículos, que empata e até supera o número de habitantes, é um absurdo e todos querem andar sozinho no seu carro. Transporte público moderno e barato, poderia ajudar a mudar Cultura, porém poucos andam de ônibus e não faltam propostas de isenção, tornando a tarifa mais cara para quem paga, isso explica a razão da maioria querer ter o seu transporte particular.

Lula ou Bolsonaro?            
           
Pelas pesquisas publicadas recentemente, uma disputa entre Lula e Bolsonaro, pela presidência da República, se aproxima.
 Por tudo que fez Lula deveria ser preso ou no mínimo impedido de concorrer, o que acredito que vai acontecer. Quanto ao Bolsonaro é uma incógnita, mas fato é que ele apesar de todo o preconceito da sociedade contemporânea, é um homem sério, preparado e com um currículo limpo. Quem sabe ainda tenhamos alguma surpresa e surja um fenômeno, capaz de dar dignidade aos brasileiros e nos livrar da corrupção, essa seria a melhor alternativa.

Dizem por aí... Que as pessoas se queixam da situação financeira, mas para comprar carro sempre tem dinheiro. Será verdade?

Leia Também Primavera Matam a educação pública, aos poucos! A periferia como lugar de atenção da Igreja Católica de Passo Fundo Orgulho Gaúcho