Consumo de fast food e asma

Postado por: Jureci Machado

Compartilhe

De acordo com dados do Ministério da Saúde, aproximadamente 16 milhões de brasileiros sofrem com a asma, essa inflamação crônica, que dificulta a passagem do ar pelas vias respiratórias e provoca tosse, chiado no peito e sensação de falta de ar.

Nenhum alimento pode, isoladamente, prevenir ou piorar as crises, mas existem nutrientes que ajudam nosso sistema respiratório a funcionar melhor e podem ajudar na prevenção.

Um estudo realizado pela associação internacional da asma realizado com 181.000 crianças de 31 países e 319.000 adolescentes de 51 países avaliou o impacto do consumo de fast food com a gravidade da asma, pois esse era um item em comum entre todos os indivíduos estudados.

Os resultados identificaram que aqueles que consumiam fast food incluindo pizza, hambúrguer, Mc Donalds, lanches industrializados contendo muito sódio, tinham crises crônicas, com chiado e falta de ar e, por outro lado, aqueles que incluíam frutas três vezes por semana tiveram diminuição dos sintomas.

Portanto, reforça-se o controle de doces em geral, e a importância da ingestão de água e  inclusão de frutas e verduras, por conterem elementos antioxidantes que reforçam o sistema imunológico.

Leia Também “A verdade vos libertará” (João 8, 32) Absolver é dar um viva à imoralidade Corrupção – recursos recuperados serão utilizados para saúde e educação O seu terapeuta é psicólogo?