MTG: órgão ou filosofia?

Postado por: Isadora Fochi

Compartilhe

Saber a diferença entre um órgão e filosofia é indispensável para entender o movimento Tradicionalista Gaúcho. Inicialmente, um órgão é uma entidade que exercita qualquer função social, política ou administrativa; ao passo que uma filosofia é um conjunto de ideias ou concepções comuns a um determinado grupo, região ou época.

Em seus quase 51 anos de história o MTG sempre foi e será um órgão que deve orientar seus filiados, ou seja, seus representantes espalhados pelo Rio Grande do Sul. Assim como todos movimentos e instituições espalhadas pelo mundo, o Movimento é assessorado, eleito e formado por diversas outras facções, ou melhor, diversos outros órgãos, sejam eles administrativos como a Junta Fiscal e o Conselho Diretor; normativos como o Congresso e a Convenção Tradicionalista; de assessoramento como o Conselho de vaqueanos ou o Conselho de Ético; e por fim, eletivo, como a Assembleia Geral Eletiva. Este último, indispensável para viver em democracia.

Toda entidade social, ou todo órgão, tem um si sua própria filosofia, no caso do Movimento Tradicionalista Gaúcho, as teses e os documentos. Cada um das entidades filiadas tem o dever de aplicar essa filosofia no seu cotidiano, em suas leis e regulamentos; bem como transmitir esta filosofia a todos os seus integrantes. Um dos principais documentos filosóficos que o nosso Movimento possui é a Carta de Princípios, nossa clausula pétrea, aquele que norteia os rumos do tradicionalismo. Tal documento é indispensável nas entidades filiadas, uma vez que foi escrito em 1961, é tão atual e representa muito bem o que devemos fazer para bem direcionar nosso tradicionalismo.

Assim, o MTG é um órgão, mas é um órgão aplicador e agregador que, por meio de seus filiados, difunde sua filosofia pelos quatro cantos do Rio Grande. Tal filosofia foi e sempre será coletiva, tornando o MTG um orgulho para o estado, não só pela sua estrutura, mas pela dimensão que tomou mundialmente como disse Paixão Cortes: “O tradicionalismo deixou de ser de galpão e de fogo de chão para ser universal.”.

Leia Também William II Elo passado-presente-futuro Sujeito descansado Maneiras de usar o floral nesse verão 2018