Qual a forma mais justa de cobrar IPTU?

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Ensino religioso contempla a maioria

A decisão do STF de manter a disciplina de ensino religioso nas escolas públicas, como tem sido feito até hoje, foi acertada. Claro que o Estado é laico, isso todo mundo sabe, como também se sabe que somos uma maioria esmagadora Cristã, (Católicos e Evangélicos) basicamente. Já pensou deixar o ensino religioso liberado, que bagunça que iria virar, pois hoje são inúmeras religiões, seitas, enfim, difícil atender a todas as preferências. Quem não quer ter aulas de religião, não é obrigado, não existe imposição. Alguns temem que aquele aluno que não quiser fazer a disciplina poderá ter algum constrangimento na escola. Interessante é que nestes casos lembram constrangimento, mas em outros tipos de opção e comportamento, daí não tem constrangimento, tudo normal, constrangimento só quando se fala em religião.

 

Violência desmedida

O momento atual da nossa sociedade é de pouca paciência, a maioria das pessoas quer brigar, por qualquer motivo. Nas redes sociais, por exemplo, quem tem coragem de se posicionar e dizer o que pensa sobre assuntos polêmicos, é alvo de ofensas e ameaças, por parte de alguns que pensam ao contrário e querem que a sua vontade prevaleça. O pior é que sai do mundo virtual e vem para a realidade, com brigas, agressões físicas e até morte, tudo motivado numa discussão banal. Uma violência desmedida, que mostra o quanto a sociedade está neurótica e ignorante. Por isso, muitas pessoas boas, com opiniões sérias e coerentes, estão deixando as redes sociais, deixando de se manifestar, deixando de participar e com razão, com receio de se envolver numa situação complicada. As pessoas que se comportam de forma viciada e raivosa nas redes sociais precisam se flagrar e cair na real, afinal isso é coisa de seres irracionais.

 

Qual a forma mais justa de cobrar IPTU?

O programa Frente e Verso, de amanhã, pela Rádio Planalto, vai discutir sobre o IPTU. Em Porto Alegre a Câmara de Vereadores foi contrária à proposta do Executivo, que queria mexer na forma de cobrança, aumentando o imposto de imóveis mais valorizados e diminuindo dos menos valorizados. Em Passo Fundo tem uma lei do Imposto Progressivo, com o objetivo de cobrar mais de quem faz especulação imobiliária, porém a lei até agora está apenas no papel. Essas e outras questões serão tratadas, a partir das 10 horas. Dê a sua opinião e sugestão sobre a forma mais justa de cobrar IPTU.

 

Dizem por aí... Que aqueles que ficam postando o tempo todo nas redes sociais e provocando brigas, não tem nada de útil para fazer e querem se aparecer. Será verdade?

Leia Também Linda ou ridícula? Muito obrigado Dom Urbano! O respeito à propriedade alheia CNBB: qual a nossa missão?