Prefeito surpreende na escolha de nova secretária

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Não sou muito ligado à área da saúde, muito menos com relação a nomes de profissionais, talvez por isso a surpresa com a escolha do prefeito, de Carla Beatrice, para assumir a Secretaria de Saúde.  A informação é de que a escolha foi técnica e que a nova secretária não tem filiação partidária, isso já é muito bom, pois especialmente com relação à área da saúde existe um claro entendimento que esta na mão de um partido político, talvez com a mudança de secretário esta condição mude. A saúde é uma das áreas mais difíceis de lidar, precisa dedicação exclusiva, por isso, mesmo que o secretário Luis Arthur tenha se saído muito bem, a troca vem em boa hora, não para a administração, mas para a população que precisa de atendimento.

Razoável o reajuste dos pedágios

Os pedágios do RS, administrados pela EGR, entre eles o de Coxilha, aqui na nossa região, estão com novas tarifas a partir de hoje. Passaram de R$ 5,40 para R$ 7. Claro que ninguém gosta de aumento e que este novo valor irá refletir em outros serviços, ligados ao transporte, porém o reajuste foi razoável, não houve nenhum abuso e os valores estão acessíveis. Bem diferente de valores de outros pedágios, administrados pela iniciativa privada, que passam até de R$ 30. Nestes casos sim está havendo um abuso e o Governo tem poder para rever esta questão e tomar uma atitude, basta ter coragem de mexer nos contratos. Como é possível manter em boas condições umas rodovias, com preços baixos e outras, só com tarifas caras? Tem algo errado e muita gente ganhando dinheiro à custa da exploração dos usuários.

Regularização fundiária e fiscalização como forma de aumentar a arrecadação do IPTU

No programa Frente e Verso de sábado, o IPTU esteve em debate e os ouvintes opinaram sobre a forma mais justa de cobrar o referido imposto. Em Porto Alegre, uma proposta do prefeito foi rejeitada pela Câmara, onde se pretendia aumentar o imposto para os imóveis de maior valor e diminuir para os de menos valor. A maioria não quer ouvir falar em aumento, por isso regularização fundiária em ocupações consolidadas, onde os moradores poderiam começar a pagar o imposto e mais fiscalização, com relação aos sonegadores e terrenos baldios, seria a maneira de aumentar a arrecadação do município, sem fazer a população tirar mais dinheiro do bolso. Portanto, contratar mais fiscais e um trabalho de mutirão para regularizar áreas são as principais sugestões.

Dizem por aí... Que a população não se importa se secretário tem filiação, desde que trabalhe para todos e não só para os interesses do seu partido. Será verdade?

Leia Também Municípios receberão R$ 44 milhões para salas de vacinação Na escola da Misericórdia A fábula do vestidinho azul Jamais abdicar da democracia!