Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo

Compartilhe

Olá amigos! “A Jornada voltou!”, foi com essa frase, dita de forma emocionada pelo Prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, que foi oficialmente aberta a 16° Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo, promovida pela Universidade de Passo Fundo (UPF) e pela Prefeitura Municipal.

Após o cancelamento do evento, em 2015, por falta de recursos, foi necessário repensar o formato e rever os custos para retomar sua realização. A Jornada deste ano tem como característica a descentralização das atividades, com ações nas ruas, bares e outros pontos da cidade. Junto acontece a 8° Jornadinha Nacional de Literatura, que espera receber mais de 20 mil estudantes. Até sexta-feira, dia 6/10, teremos conferências e seminários com a presença de grandes escritores e uma programação cultural diversificada com shows, espetáculos teatrais e leituras pela cidade.

A Jornada Nacional de Literatura tem contribuído muito para a formação de leitores não só em Passo Fundo e região, mas em todo Brasil. Este que é um dos maiores eventos literários do país, tem servido de exemplo para muitas outras cidades e estados.

O contato de leitores, crianças e jovens em formação, com escritores e artistas nacionais e internacionais é, sem sombra de dúvida, uma experiência ímpar na vida de milhares de pessoas que já participaram das Jornadas Literárias de Passo Fundo. A ação, fruto da perseverança da professora Dra. Tania Rösing e do escritor gaúcho Josué Guimarães, lá no início dos anos 80, gerou e vem gerando bons frutos além dos tempos. Mas, muito ainda pode e deve ser feito. Precisamos mais do que nunca de cidadãos leitores.

Lamentável é constatar que, na contramão dos esforços e dedicação para a realização da Jornada, o governo Temer cancelou o envio de obras literárias às escolas públicas do país. Não há como formar novos leitores sem políticas públicas que propiciem a todos o acesso aos livros.

Nesse sentido, parabenizando os coordenadores gerais Fabiane Verardi Burlamaque e Miguel Rettenmaier, parabenizo a todos os que trabalharam para a volta da Jornada e como cidadão e leitor, obrigado por nos proporcionarem esse evento que é um orgulho para nós! Boa Jornada a todos!

Leia Também O cão, o trigo e o Fusca Não incide IOF sobre fluxo financeiro em participação em sociedade “Enviados para testemunhar o Evangelho da paz” Solução para o atraso