As crianças e os adultos

Postado por: Neuro Zambam

Compartilhe

 O dia da criança move nossos sentimentos de forma surpreendente seja pelo envolvimento com os que estão mais próximos – filhos pequenos, afilhados, vizinhos, sobrinhos e alunos, seja pelas emoções causadas pelos relatos em diferentes ambientes e impulsionados pelos presentes, orações e publicizações de situações diversas. O momento, sem dúvida, é espetacular e precisa ser bem aproveitado.

De outra parte, o mesmo sentimento é animado pelo significado das crianças na vida das pessoas, das instituições e do mundo como um todo. Nosso convencimento sobre isso é retratado por expressões comumente pronunciadas por pais e familiares quando do anúncio de uma gravidez ou do próprio nascimento de um bebê: “uma criança sempre traz alegria e esperança”. Ouvimos isso, mesmo em situações inusitadas.

O relato de problemas de agressões contra crianças sempre impactam mais quando comparados com os de adulto, mesmo quando as atrocidades parecem ser maiores. Essa, sem dúvida, não é uma contradição, mas a demonstração da permanente necessidade de cuidado e preocupação para com as crianças como demonstração da visão de pessoas e de futuro que alimentamos no nosso interior.

De outra banda, o combate permanente a todas as formas de violência contra as crianças é essencial e demonstra nossa visão mais alargada e a necessidade de construirmos o presente e o futuro mais promissores e seguros para todo o nosso povo.

Caso apenas nos emocionarmos, nossa postura será limitada e a percepção míope porque esconde ou ofusca a realidade a que são submetidas muitas crianças no Brasil e no mundo. O grave drama das guerras, a situação constrangedora das migrações, e penúria fruto das desigualdades sociais e a violência doméstica que assola inúmeros lares denunciam que a emoção pela chegada ou pela proteção diante da fragilidade precisa ser acompanhada por ações políticas, legislação rígida e outras ações de grandeza cidadã que possam construir perspectivas de solução para problemas com essa gravidade.

Nas atuais circunstâncias que assolam o Brasil e o mundo as perspectivas são difíceis e constrangedoras, Afinal, onde estão escondidos os talentos humanos?

O dia seguinte é uma bela oportunidade para olharmos com atenção às crianças que estão ao nosso redor e aqueles que perambulam pelo mundo.

Leia Também Veículo usado por agricultor não pode ser penhorado Que venha o Grêmio, como ele é Pais procuram filhas desaparecidas Homens e a moda para as festas de final de ano