51 anos de história

Postado por: Isadora Fochi

Compartilhe

Entre os dias 27 e 28 de Outubro, a cidade de Passo Fundo acolherá o Rio Grande inteiro para celebrarmos juntos, os 51 anos de história do Movimento Tradicionalista Gaúcho. Que hoje é considerado um dos maiores movimentos cívico-culturais do mundo, e abrange pessoas dos mais distantes locais no mundo unidas por um mesmo objetivo e preservando os mesmos legados.

O tradicionalismo teve como marco inicial o ano de 1947, mas foi somente em 28 de outubro de 1966 que a instituição Movimento Tradicionalista Gaúcho foi criado. Aos poucos o MTG foi ganhando seu espaço na sociedade, entre os órgão públicos e obviamente, em cada canto do estado. Um movimento que foi muito duvidado por todos e que passou por inúmeros e muito dificultosos obstáculo para chegar aonde chegou hoje, sem dúvidas é um movimento forte, e mais que isso, um movimento que consegue se adaptar as mudanças do tempo, sem perder sua essência. Não há como negar que as diferentes épocas pedem diferentes mudanças e ideias, o tradicionalismo muda sim, mas seus legados continuam os mesmos. Ou seja, o Movimento Tradicionalista Gaúcho faz o uso dessas mudanças para melhor se desenvolver e se fortificar cada vez mais.

A história do MTG é escrita a cada dia que passa, pois o tradicionalismo está em constante movimento, seus militantes buscam dia pós dia expandi-lo mais. Cada um de nós, tradicionalistas, escrevemos uma parte da história do MTG ao mesmo tempo em que escrevemos a nossa história nela. 51 anos são muitas páginas escritas por aqueles que, antes de nós, muito lutaram por o que hoje conhecemos como MTG. O Movimento Tradicionalista Gaúcho é um movimento jovem, que se renova a cada ano, novas ideias, novas ações, porém, mesma essência. Chegou a hora de nós, jovens, deixarmos a nossa marca, e fazermos valer cada evento, cada página em branco que ainda há de ser escrita. Vida longa ao Movimento Tradicionalista Gaúcho!

 

Leia Também Semana Farroupilha Água benta no rádio Gaúcho volta com saldo positivo de Soledade Selvageria nas ruas de Passo Fundo