FRENTE A FRENTE: Ari conversa com o Dr. Paulo Sérgio Crusius

Compartilhe

Durante esta semana, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) promove a prevenção do AVC.

Ari Machado conversou durante o programa de ontem, terça-feira (24), com o neurologista Dr. Paulo Sérgio Crusius que esclareceu dúvidas sobre o AVC, como o fato de não possuir sazonalidade, ocorrendo diuturnamente, além de aspectos que predispõem este acidente, como o fumo, obesidade, diabetes e a falta de exercícios físicos. Estas atividades podem ou não serem somadas ao nível de estresse da pessoa.

O acidente vascular cerebral ocorre devido a uma doença no sistema arterial do cérebro, desde artérias cervicais e principalmente em artérias carótidas.

São divididos em dois setores, AVC isquêmico, quando falta sangue, ou seja, a artéria entope e deixa de levar sangue para a sua extremidade e o AVC hemorrágico, quando a artéria se rompe e o sangue se espalha.

Uma estimativa aponta que a cada 6 segundos, 1 pessoa  no mundo acaba tendo o diagnóstico do AVC e suas complicações.

Sintomas importantes devem ser levados em consideração. O Dr. recomenda o método ‘’SAMU’’, que consiste em através de cada letra, a manifestação de um gesto. Referente à letra S, quando um paciente sorri e este sorriso está assimétrico, letra A, quando o abraço apresenta fraqueza dos braços, e por final, MU, quando o paciente possui dificuldades em dizer frases e palavras que apresentem musicalidade, como por exemplo, ‘’O céu está azul’’.

Apresentando os sintomas acima, é recomendável procurar ajuda, pois pode ser considerado um AVC em evolução.


Leia Também Vacinação contra a gripe inicia na segunda-feira em Passo Fundo Santa Maria tem surto de contaminação por toxoplasmose Secretária de Saúde fala sobre os motivos da falta de médicos nas UBS Teste da Orelhinha: a importância na detecção precoce de doenças auditivas