Escola Adelino Simões volta às aulas nesta segunda-feira

Compartilhe
Mesmo com a decisão pela continuidade da greve em nível de estado pelo Cpers/Sindicato, professores da Escola Estadual Adelino Pereira Simões, do Bairro Nonoai, em Passo Fundo, decidiram pela volta às aulas.
A retomada será nos três turnos a partir desta segunda-feira, dia 13.
Em sua página na rede social, foi lançada a seguinte nota:


"A T E N Ç Ã O COMUNIDADE ESCOLAR!!!
No dia 11/09, os Educadores da nossa Escola aderiram ao movimento de Greve deflagrado pela Categoria. O movimento iniciou forte e aos poucos foi diminuindo. Daquela data até 10/11, nossa Escola manteve-se como a única totalmente sem aulas na região de Passo Fundo. Houve também movimentos fortes em outras escolas. Conseguimos preservar uma forte unidade interna e, mesmo com naturais divergências, conseguimos manter um ambiente de respeito e coleguismo, essencial num ambiente Escolar.
Contamos também com o inestimável apoio de muitos da comunidade escolar. Quantas palavras de apoio de pais, de mães, de avós chegaram espontâneas até nós, com a sensibilidade e a compreensão de quem percebe a forma como este governo trata a Educação Pública Gaúcha. Compreendemos também as angústias e inquietudes que chegaram a nós. É claro que uma greve sempre causa transtornos na vida de TODOS. Mas foi o a derradeira tentativa encontrada, após tantas outras e representou um grito de socorro por dignidade, de uma categoria maltratada e sofrida desde o início deste governo.Temos a certeza de que assim também educamos.
Com o objetivo de mantermos o saudável clima e a rica caminhada da Escola, percebendo a situação de fadiga por parte de muitos colegas e o encolhimento do movimento, apesar da Assembleia em Porto Alegre ter votado pela continuidade da Greve, o conjunto de Educadores da nossa Escola decidiu retomar as aulas a partir da próxima segunda-feira, dia 13.
Moacir Gadotti ensina que a sabedoria está em avaliar o momento de recuo. Nos parece que essa sabedoria faltou a muitos na decisão de ontem, em nossa avaliação, contaminada por ressentimentos e danosas disputas internas.
Se é certo que não ocorreram grandes conquistas, na nossa avaliação, foram as possíveis neste momento. 
Convém ressaltar ainda que nossa saída da greve, neste momento, não significa a abdicação da luta, cuja chama permanece eternamente acesa no peito de um Educador. Jamais nos calaremos e nos omitiremos diante de tantas injustiças e conclamamos a todos que se juntem aos Educadores dos filhos e netos de vocês. Estejamos atentos às tantas maldades, injustiças e atentados que estão sendo praticados por um governo central golpista e usurpador, a quem Sartori, sem o menor pudor, se alia, visando implantar aqui no Estado um perverso projeto
Nossa Escola espera todos na segunda-feira. Nos próximos dias estaremos divulgando o calendário escolar para o encerramento do Ano Letivo que será construído pela equipe Pedagógica da Escola em conjunto com a Comunidade Escolar, representada pelos Colegiados como o Conselho Escolar e o Círculo de Pais e Mestres.
Que tenhamos sempre a sabedoria e o equilíbrio para cultivar um saudável ambiente escolar.
VIVA A NOSSA ESCOLA!!"

Leia Também Vestibular da UPF neste sábado: cobertura é pela Planalto Presidente Nacional da OAB recebe medalha da Universidade de Passo Fundo “Oliver - O espetáculo continua” Premiados os vencedores do 1º Prêmio Literário Cidade de Passo Fundo