Feito é melhor que perfeito

Compartilhe

Certa vez, ouvi essa frase “feito é melhor que perfeito”. Uma frase simples, com um significado muito especial: não precisamos ficar presos pela busca da perfeição. Você já parou para pensar em quantos sonhos você já teria realizado se não estivesse esperando o “momento perfeito”?

Buscarmos a qualidade no que fazemos pode tornar o nosso trabalho reconhecido, o que é ótimo. Por sua vez, quando deixamos de fazer algo pelo receio de sermos julgados ou sentimo-nos sobrecarregados pelo excesso de cobrança que temos com nós mesmos, esses podem ser indicativos que a busca pela perfeição pode estar nos causando sofrimento.

Por trás da busca pela perfeição, talvez existam receios de resultados desagradáveis: que as pessoas apontem os nossos erros, que iremos decepcioná-las, que elas nos abandonarão. Compreender qual a função dessa “perfeição” nas nossas vidas já é um grande passo.

Deixar de buscar a perfeição não é fácil, pois requer que estejamos conscientes das nossas limitações, do que é possível de ser feito ou do que vai além do nosso alcance. Além disso, também se torna um desafio, na medida em que nos permitirmos flexibilizarmos nossos padrões e agirmos com mais naturalidade.

Quem sabe o excesso de atividades no final do ano se apresente como uma oportunidade de escolhermos quais atividades que investiremos o nosso tempo. Que possamos agir mais, nos comprometermos com a nossa qualidade de vida e percebermos que não precisamos ser super-heróis: basta sermos humanos.

 

Leia Também Semana Nacional do Trânsito e a importância de ações voltadas à mobilidade urbana Alienação política e econômica Golpe Jurídico sendo colocado em prática 25º Domingo do Tempo Comum.