33º Domingo do Tempo Comum.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
É este o último domingo do tempo comum da liturgia. No próximo teremos a solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo e em seguida o carinhoso tempo do Advento (espera do nascimento do Salvador).
O questionamento do evangelho, segundo evangelista Mateus 25,14-30 deste final de semana é sobre os "talentos".
Um homem precisando viajar entrega seus bens aos empregados para que estes os cuidem e administrem, Na volta questiona cada um sobre como procederam com as incumbências recebidas. E isto serve para todos nós: "como utilizo os dons recebidos, gratuitamente, do Senhor Deus". Não basta dizer que temos esperança, que alimentamos o amor e que temos fé. É preciso contagiar as outras pessoas com as atitudes, comportamentos e testemunhos cristãos e fiéis seguidores de Jesus, conhecedores do projeto do Senhor para com a humanidade. Sabemos que muitas vezes não contribuímos para um mundo melhor, com nossos dons, porque temos medo ou por respeito alheio. Medo de não sermos compreendidos na manifestação do amor, do afeto, do acolhimento.Medo de errar e não sermos perdoados depois. Nossas boas intenções poderão ficar perdidas no caminho e o resultado poderá ser frustrante. Levantar, arriscar de novo, recomeçar. Deus nos conhece, sabe de nossas fraquezas e sabe também que, com sua infinita misericórdia será possível sempre voltar e tentar de novo.
´Felizes os que temem o Senhor. Salmo 127(128),1a;
Bom domingo na paz do Senhor.

Leia Também Política de austeridade massacra juventude Seleção brasileira foi o retrato da situação do país Liderança e invencibilidade marcam a caminhada do Gaúcho Alimentos importantes para o inverno