Cuide bem do seu coração!

Postado por: Deniz Anziliero

Compartilhe

As doenças crônicas estão no topo da pirâmide dos agravos de saúde que acometem a população mundial nos dias atuais. Dentre elas, a doença cardiovascular é a principal causa de morte em todo o mundo, sendo responsável por 45% de todas as mortes (> 4 milhões) na Europa em 2016.

A presença dos cães em nossos lares vem sendo associada ao alívio do isolamento social e à melhoria da percepção do bem-estar, particularmente em indivíduos solteiros, idosos e com dificuldades de socialização. Estudos de meta-análise realizados com estudos observacionais descreveram que a presença dos  cães leva as pessoas a caminhadas mais constantes, tornando estes indivíduos mais ativos fisicamente se comparados aqueles indivíduos que não convivem com os bichanos.

Outros trabalhos que avaliam as mudanças na atividade física seguido da aquisição de um cão ou outro animal de estimação, relataram um aumento significativo em caminhadas recreativas se comparado aqueles indivíduos que não possuem cães em seus lares. Além do mais,  o estudo relata que o cachorros fazem com que as pessoas realizem atividades físicas inclusive em situações em que o clima encontra-se adverso e/ou pouco agradável (chuva/frio) para um passeio.

 Nesta semana, um estudo (Coorte) publicado na conceituada  revista científica (Nature Scientific Reports)  relata que a companhia dos cães pode ser benéfica na redução do risco cardiovascular em humanos, fornecendo uma forma não-humana de apoio social melhorando a atividade física destes indivíduos.

O trabalho foi realizado na Suécia com aproximadamente quatro milhões de pessoas entre 40 e 80 anos de idade (media 57 anos) entre os anos de 2001 e 2012 (10 anos). Destes, 14% estiveram na companhia de cães em algum momento do período avaliado. Os resultados demonstraram que estas pessoas apresentavam riscos reduzidos de morte ligadas as doenças cardiovasculares. Além do mais, pessoas que disfrutaram da companhia dos cães estavam menos propensas a desenvolver doenças cardiovasculares.

Agora, se estes achados científicos tocaram seu coração, ai vai uma dica!!!

Procure no seu Facebook estas pessoas (Ana Pezzi; Doris Flores de Souza; Karine Bertochi), que realizam um trabalho fantástico na proteção e promoção da saúde de cães em situações de vulnerabilidade.

Você vai encontrar as melhores opções de Cães para levar para casa e cuidar bem do seu coração!!

 *Deniz Anziliero é Coordenador do Curso de Medicina Veterinária da IMED

 

 

Leia Também Pantalona favorece todo tipo de corpo O culto à ignorância Conheça os 21 bloqueadores da criatividade e fuja deles – Episódio I Unindo gerações para construir o amanhã