Quem será o novo Presidente do Brasil em 2018?

Postado por: Josué Longo

Compartilhe

Olá amigos! Hoje vamos falar sobre o cenário eleitoral brasileiro. Temos vários nomes nos bastidores dos principais partidos, que se apresentam como possíveis candidatos ao cargo de  Presidente da República. Os pré-candidatos estão trabalhando muito nas redes sociais e, também, nos meios de comunicação. O Canal Livre da Band, por exemplo, já está realizando uma série de entrevista com cada um deles.

Dos 35 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 10 apresentarão candidatos à Presidência da República. Vários partidos ainda estão com candidatos indefinidos, até mesmo com disputas internas, como é o caso do PSDB. Desgastado por seguir na base do governo Temer, o PSDB tem como candidato natural, depois da "morte" política de Aécio, o Governador de São Paulo Geraldo Alckmin. Porém, sua própria "cria política", o atual Prefeito da Capital Paulista João Doria se empolgou com a repercussão de suas ações na grande mídia e começou a viajar pelo Brasil, buscando apoio para uma possível candidatura à Presidência. Entretanto, na última segunda-feira, dia 20/11, em entrevista à Rádio Gaúcha, o Presidente Interino do PSDB Alberto Goldman afirmou que João Doria não será candidato tucano em 2018.

O PPS busca o apresentador da Rede Globo Luciano Huck como nome para a disputa, mas também tem o Senador Cristovam Buarque, que já pediu licença no Senado para viajar pelo país. O PSD tem o Ministro da Fazenda Henrique Meirelles, como possível candidato. Ele tem apoio do Presidente Temer e também do grupo chamado "centrão", que dá apoio ao governo hoje no Congresso.

O ex-Governador do Paraná, o Senador Álvaro Dias, é o nome cotado pelo novo partido chamado Podemos. O Deputado Federal, do PSC do Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro, com sua forma polêmica de ser, aparece em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto. A ex-Senadora Marina Silva, da Rede Sustentabilidade, está caminhando para a sua terceira eleição como candidata à Presidência da República, sendo que, em todas elas, recebeu uma votação expressiva.

Como candidatos considerados de esquerda, aparecem o ex-Ministro e ex-Governador do Ceará Ciro Gomes pelo PDT, a jovem Deputada gaúcha pelo PCdoB Manuela D'Ávila, que se apresentou recentemente como pré candidata e o ex-Presidente Lula pelo Partido dos Trabalhadores, que ainda não sabe se poderá concorrer devido à questões judiciais ainda sem resolução. Lula aparece em primeiro lugar em todas as pesquisas de opinião realizadas. Caso o ex-Presidente Lula não possa disputar as eleições, seu indicado seria o ex-Ministro da Educação, e também ex-Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Ainda tem  o Psol, que também deverá apresentar candidato.

É muito cedo para afirmações. No entanto, podemos dizer com tranqüilidade que existem dois cenários diferentes: um com a presença do ex-Presidente Lula, que provavelmente irá pra o segundo turno e o outro sem ele, onde os possíveis candidatos de esquerda terão muita dificuldade para chegar ao segundo turno.

Ou seja, até lá tudo pode acontecer. Precisamos nos inteirar das propostas de cada candidato. A mudança de rumo do nosso país estará em nossas mãos em 2018 e temos que encarar esse momento democrático com muita responsabilidade.

 

Leia Também Pantalona favorece todo tipo de corpo O culto à ignorância Conheça os 21 bloqueadores da criatividade e fuja deles – Episódio I Unindo gerações para construir o amanhã