Dia de orientação e prevenção à AIDS

Compartilhe
O Dia Mundial de Luta Contra a Aids é lembrado anualmente em 1º de dezembro. Essa data tem como objetivo conscientizar a população sobre uma das doenças que mais mata no mundo: a Aids. Não somente para informar sobre as formas de transmissão, os sintomas e os perigos da doença, a data também tem a função de auxiliar no combate ao preconceito sofrido pelos portadores do HIV.

Diante da população cronicamente infectada e não diagnosticada, a Secretaria Municipal de Passo Fundo, através do Serviço de Atendimento Especializado em HIV/Aids, juntamente com os acadêmicos do IX nível do curso de Enfermagem da Universidade de Passo Fundo (UPF) e alunos do Programa PET Saúde, realiza nesta sexta-feira a Campanha de Combate à Aids. O objetivo da ação é conscientizar a população, superar estigmas e ampliar o acesso a métodos protetivos, ao diagnóstico precoce e ao tratamento a doença.

A campanha ocorre nesta sexta-feira, dia 1º de dezembro, das 8h às 18h, na Praça Tochetto.

Segundo o Boletim Epidemiológico HIV/AIDS de 2016 do Ministério da Saúde, a média nacional de casos notificados dessa doença é de 19 casos por 100 mil habitantes. O Rio Grande do Sul é o estado com maior número de pessoas infectadas, com 34 casos por 100 mil habitantes. No município de Passo Fundo, os números são ainda mais alarmantes, equivalendo a 49 casos por 100 mil habitantes, chegando à 34ª posição dentre os municípios brasileiros com maior número de indivíduos portadores do HIV (média de 90 casos novos por ano). A maior incidência ainda é no sexo masculino, mas atualmente é observado o aumento de casos no sexo feminino e a idade com maior prevalência são os adultos jovens entre 20 e 39 anos.


---
Foto: Bruno Reinehr (Rádio Planalto)

Leia Também Hospital São Vicente de Paulo divulga nota sobre atendimentos IMED e HC inauguram Hospital Escola Ex-ministro Chioro palestrou sobre o SUS na IMED Tchêquinho mobiliza Câmara em repúdio ao fechamento da emergência do HSVP