Avanços da cirurgia

Postado por: Jorge Carlotto

Compartilhe

A PARTIR DESTA SEGUNDA-FEIRA, O PORTAL RDPLANALTO.COM PASSA A CONTAR, ENTRE SEUS COLUNISTAS, COM O ARTIGOSEMANAL DO DR. JORGE M. CARLOTTO, CIRURGIÃO DO APARELHO DIGESTIVO, MESTRE EM CIRURGIA E PROFESSOR DA UPF E UFFS. 

Antigamente, a cirurgia, especialmente na área da oncologia, era realizada com grandes incisões, internações extremamente prolongadas e longos afastamentos das atividades habituais. Durante as últimas décadas, a cirurgia apresentou uma importante evolução. As equipes médicas desenvolveram novas técnicas, as empresas proporcionaram novos instrumentais, próteses e órteses e o cuidado multidisciplinar e multiprofissional do paciente foi incorporado na rotina da maioria das equipes. As áreas da medicina tornaram-se cada vez mais específicas, assim como os cirurgiões.

Hoje, ao exemplo da cirurgia abdominal, quase todos os órgãos podem ser removidos de forma minimamente invasiva. Existem abordagens endoscópicas e videocirúrgicas, todas possibilitando uma menor dor no pós-operatório, recuperação mais rápida, internações hospitalares mais curtas e um retorno do paciente mais rápido as atividades diárias e, claro, sem esquecer do melhor resultado estético do ponto de vista das cicatrizes e obtendo o mesmo resultado que as cirurgias clássicas.

Só que todas estas “conquistas” dependem de fatores. Fatores relacionados ao paciente, como a gravidade de sua doença e suas condições no momento da cirurgia. Fatores relacionados ao hospital, como a disponibilidade de materiais específicos e o suporte para realização de procedimentos de grande magnitude. Fatores relacionados ao cirurgião, como treinamento para realização e aplicação destas novas tecnologias.

Portanto, o caminho para estas novas tecnologias foi e é ainda árduo e longo, mas é inequívoco que todas estas modificações existem em benefícios de nossos pacientes. Além disto, as transformações e os avanços estão cada vez mais amplamente divulgadas e acessíveis para os pacientes.   

Leia Também Correios está resolvendo seus problemas O time que perdeu para ele mesmo Alimentos transgênicos e potenciais riscos para a saúde Vou operar! O que fazer?