Não vamos deixar o Papai Noel roubar a cena

Postado por: Ronaldo Rosa

Compartilhe

Estamos nos aproximando do Natal e por isso o apelo do comércio, por presentes é normal e saudável, entretanto, não podemos nos contagiar por este clima e esquecer o verdadeiro sentido do dia 25 de dezembro. Não tenho nada contra o Papai Noel, já fui mais simpático a ele, quando era criança é verdade, mas os pais não podem deixa-lo roubar a cena e não ensinar aos seus filhos a razão original da comemoração. Vamos refletir seriamente sobre as gerações que estamos formando. Grande parte das famílias esquece-se disto e só pensa em festas e presentes. Vamos dar presentes, vamos comemorar, mas vamos principalmente convidar o aniversariante a participar da festa. Tantas coisas ruins que estão acontecendo nos nossos dias são frutos da falta de compreensão e valorização daquilo que realmente é importante.

 

De volta ao boletim policial

Nas próximas duas semanas, pela manhã, na Rádio Planalto, estarei informando as notícias da polícia. Isso em virtude do acidente sofrido pelo colega Bruno, por quem estamos na torcida e em oração, pela sua recuperação. Então convido os ouvintes a acompanhar e os informantes a nos monitorar, para levar a boa e correta informação.

 

Enxurrada de motos nas ruas

Falando em acidente, é impressionante a quantidade de motos nas ruas de Passo Fundo. É tanta moto que seguidamente está acontecendo colisão entre elas, algo raro tempos atrás. Em que pese à agilidade, praticidade e economia que a motocicleta proporciona, é um veículo perigoso, aonde quem conduz corre riscos a todo o momento. Diante deste quadro, se faz ainda mais necessário respeitar os limites de velocidade, a sinalização e principalmente a ordem, pois o que tem de motociclista, em alta velocidade, fazendo ziguezague entre os veículos, não é brincadeira. Risco para quem conduz e também para os pedestres que estão sendo atropelados pelas motos.

 

Insegurança fecha Postos de combustíveis

Quem precisa abastecer depois das 22 horas em Passo Fundo, tem que andar muito para achar um posto aberto. Os assaltos ocorridos à noite levaram mais de 90% dos proprietários a fechar. No centro não tem nenhum aberto, só alguns próximo de rodovias. É mais um reflexo negativo da insegurança que afeta outros setores da vida da comunidade. É preciso planejamento para não passar por esta emergência.

 

Dizem por aí... Que a maioria dos jovens que bebem nas ruas nem sabe que existe uma lei que proíbe esta prática. Será verdade?

Leia Também Mentira desmascarada Linda ou ridícula? Muito obrigado Dom Urbano! O respeito à propriedade alheia