Natal

Postado por: Isadora Fochi

Compartilhe

Estamos a poucos dias do Natal, e consequentemente, do Ano Novo. É chegada a hora em que todos nós somos tomados por um espírito de luz e esperança, que inunda nosso ser e nos faz acreditar e ter fé de que todos nossos problemas, dificuldades, hão de terminar algum dia e hão de nos deixar um legado de felicidade por aquilo que batalhamos.

Vamos falar um pouco sobre como o gaúcho vê o Natal, certamente, um dos feriados mais especiais e significativos para todos nós, independente de crença religiosa. O natal gaúcho é uma herança quase que totalmente, europeia. Primeiramente, não há Papai Noel, quem traz os presentes são os reis magos: Gaspar, Melchior e Baltazar, os mesmos que presentearam o menino Jesus. Além disso, o Natal gaúcho conta com algumas peculiaridades: o Terno de Reis, forte herança europeia, onde as pessoas reunidas visitam as casas cantando aos reis; outra peculiaridade é o Terno de Atiradores, herança germânica, mais frequente na virada do ano, quando o grupo de atiradores visita as casas e com tiros de festim, descarregam suas armas para “acordar o ano novo”; e por fim, a herança italiana de cantar a Stella, um terno de reis cantado totalmente em italiano.

Sim, até no Natal nossa cultura meio que se diferencia das outras. Mas o que vale mesmo, independente do jeito que tu celebras o Natal, é o sentimento e a fé que tens nele. Natal é luz, esperança, paz, serenidade e calmaria na vida de todos nós, é tempo de ficar junto a tua família. Que esse Natal seja cheio de paz, amor, gratidão e fé para todos nós, que ele nos fortaleça na busca por aquilo que chamamos de ideal, e que jamais nos faça desistir. Um feliz e abençoado Natal à todos!!

 

Leia Também 4º Domingo da Páscoa. A quem interessa a não vinda da Havan? Óleo de cozinha usado. O que fazer? Unidade no essencial