4º Domingo do Advento.

Postado por: Maria Vani Gehlen Ramos

Compartilhe
Já estamos nos aproximando do Natal, que Jesus seja acolhido em nossos corações. e por meio deles, todas as pessoas encontrem a verdadeira paz. Natal se aproxima, é tempo de amor, renasce a esperança de um mundo melhor, palavras e gestos promovem a paz que vem do Deus Vivo e na terra se faz.
Liturgicamente se celebra o quarto domingo do Advento nas celebrações do sábado porque o Natal, neste ano, é celebrado no mesmo final de semana, ou seja, no domingo. A liturgia do sábado terá suas leituras próprias e o domingo, véspera do Natal, as suas também. No Natal sempre celebramos a missa da véspera (24), a missa do dia (25). 
O evangelista Mateus 1,18-24 nos anuncia como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe desposara José, porém ela concebeu do Espírito Santo, como nos afirma o evangelho. A mensagem para nós nos leva a questionar o nosso nascimento, a origem de nossa família, a nossa trajetória da infância até hoje. Tudo o que vivemos, o que guardamos em nossa memória e o que nos contam sobre a história da nossa vida, desde a nossa concepção. 
Penso que o mais importante é saber que somos criaturas do Senhor Deus, criados à Sua imagem e semelhança e amados infinitamente. Como seres livres temos o livre arbítrio de nos conduzir por caminhos que nós mesmos podemos escolher. Livres para agir, podemos incorrer em graves erros que vão refletir na nossa vida. Deus, cura nossos traumas e nos traz sempre de volta ao caminho da felicidade. 
Aproveitemos as últimas horas deste tempo tão bonito do Advento. Ainda temos tempo para nos preparar e corrigir nossos erros, perdoar e ser perdoados. Que o Natal nos encontre verdadeiramente preparados para receber o Menino Jesus em nosso coração, em nossa vida, em nossa família, no nosso trabalho e no convívio com os outros.

Leia Também 3º Domingo do Tempo Comum. Que seja feita justiça no caso “Lula” “A verdade vos libertará” (João 8, 32) Absolver é dar um viva à imoralidade