HSVP: voluntários fazem a alegria de crianças em tratamento oncológico

Compartilhe

Às vésperas do Natal, as emoções estão à flor da pele com o sentimento de renovação da esperança. Para quem está no hospital nesta época, a sensibilidade ainda é maior. Por isso, voluntários ou também chamados de “anjos do bem” se reúnem e trazem alegria, conforto, votos de saúde e felicidades para os pacientes internados. No Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) de Passo Fundo, nas semanas que antecedem o Natal, as crianças em tratamento contra o câncer no Centro Oncológico Infantojuvenil do HSVP receberam celebração religiosa, Papais Noéis, música, presentes que se transformaram em pura alegria.


Há 29 anos, o casal Celso Palaoro e Luci Maria Salvadego Palaoro, seus filhos e famílias de Liberato Salzano, comemoram o Natal, servindo almoço e presentes para crianças de seu município e de outras cidades. Para tanto, eles contam com a colaboração dos “anjos do bem”, doadores e colaboradores da região. No dia 14 de dezembro, eles comemoraram o Natal com as crianças que estão em atendimento oncológico no HSVP. Foram servidos lanches e entregues presentes para 67 crianças. “A nossa gratificação é olhar em cada rostinho e ver o sorriso estampado”, evidenciaram Luci e Celso. 

A música ficou por conta do Núcleo de Violinos Suzuki, da Universidade de Passo Fundo (UPF), que trouxe, de forma entusiasmada, mensagens de esperança, fortalecimento da fé de que o momento difícil da doença vai passar, e a alegria de viver. 

Em outro momento, os pacientes receberam a visita do Grupo de Voluntários Desenhando Sorrisos. Junto com o Papai Noel e em parceria com a empresa SoftPar, os voluntários entregaram presentes às crianças e adolescentes, que ficaram encantadas. A ação tradicional do grupo anima as crianças e é uma motivação em meio aos dias difíceis do tratamento.


Créditos: Assessoria HSVP

Leia Também Encontro do Meu Bebê, Meu Tesouro acontece nesta quinta-feira Brasil registra 677 casos de sarampo desde fevereiro HSVP divulga lista de aprovados para curso Técnico em Enfermagem ANTI-FAKE: Não existe vírus H2N3 no Brasil