Papa: "Jesus está nas crianças de todo o mundo"

Compartilhe

Dia de Natal, tradição mantida no Vaticano: da sacada central da Basílica de São Pedro, o Papa Francisco pronunciou na manhã desta segunda-feira (25/12) a sua mensagem de Natal e concedeu à cidade e ao mundo a benção Urbi et Orbi.

A seu  lado, os Cardeais Leonardo Sandri, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais, e Prosper Grech, O.S.A., Consultor da Congregação para a Doutrina da Fé, que proferiram a fórmula da indulgência plenária com as condições definidas pelo direito canônico.

O amor de Deus e a comoção pelo dom de seu Filho

“Jesus nasceu por um dom de amor de Deus Pai, que ‘tanto amou o mundo, que lhe entregou o seu Filho Unigênito’ e isto nos enche de comoção porque é demasiado grande a ternura do nosso Pai”, iniciou o Papa dirigindo-se à multidão que desde as primeiras horas da manhã tomou a Praça São Pedro.

O Papa listou uma série de situações da atualidade em que podemos identificar Jesus:

“Vemos Jesus nas crianças do Oriente Médio, que continuam a sofrer pelo agravamento das tensões entre israelenses e palestinos”; disse, pedindo orações pelo diálogo que conduza à coexistência pacífica de dois Estados dentro de fronteiras mutuamente concordadas e internacionalmente reconhecidas.

“Vemos Jesus no rosto das crianças sírias, ainda feridas pela guerra que ensanguentou o país nestes anos; nas crianças do Iraque, ainda contuso e dividido pelas hostilidades que o afetaram nos últimos quinze anos; e nas crianças do Iêmen, onde perdura um conflito em grande parte esquecido, mas com profundas implicações humanitárias sobre a população que padece a fome e a propagação de doenças”.

--

Fonte: Vatican News

Leia Também Papa: corrupção é um “vírus social” na América Latina Papa Francisco teme guerra nuclear: 'Estamos no limite' Papa Francisco inicia visita à América Latina Igreja no Brasil anuncia solenidades móveis do ano